terça-feira, 23 de abril de 2013

Amigo gay de Marco Feliciano defende o deputado: 'somos amigos', 'ele não é homofóbico'

Um amigo há 15 anos do deputado e pastor, Marco Feliciano (PSC-SP), o decorador e empresário do ramo de eventos, Aluísio Antônio de Souza, de 35 anos, que é homossexual assumido, afirmou que os ataques contra o deputado são para prejudicar sua carreira política, segundo entrevista para o site MSN.

Com o objetivo de justificar que não é homofóbico, como vem sendo acusado por manifestantes e ativistas do movimento GLBT, que pedem sua renúncia da presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), Marco Feliciano já havia citado que tinha um amigo gay em seu Twitter.

O decorador diz que não está em favor do deputado, no entanto, acredita que ele tem o direito de achar e 'desachar' o que quiser. Ele afirmou que, apesar de toda polêmica em torno dos comentários considerados homofóbicos de Feliciano, o deputado sempre lhe respeitou e não acredita que pensa assim como vem sendo falado.

O empresário, que é responsável pela decoração das casas do deputado, diz que somente resolveu falar porque achou que estão fazendo muita injustiça contra o Deputado que, segundo ele, “de repente, não é esse monstro que todo mundo está divulgando".

O homem diz que começou a decorar a casa de Feliciano após tornarem-se amigos e que frequenta a casa dele e tem contato ainda com suas filhas e esposa. “Faço as festas de suas filhas. Enfim, somos amigos, sempre vejo e sempre falo com ele”, disse ao MSN.

Na opinião decorador, se o pastor Feliciano fosse realmente homofóbico não lhe aceitaria na casa dele da forma como aceita. O decorador contou ainda que o pastor nunca lhe faltou com o respeito nem por não ser da mesma religião e nem por ser gay.

Aluísio disse ainda que as opiniões de Feliciano lhe incomodam um pouco, mas não muito, porque acredita que as declarações às vezes são mal interpretadas e que se ele fosse realmente homofóbico, aí, sim, incomodariam.

O decorador contou ainda que o prédio onde localiza a sua empresa de eventos pertence a Feliciano, que no começo foi um grande incentivador do seu negócio. Quando pensou em alugar o espaço ficou com receio de ele não aceitar por ser uma empresa de festa, e foi incentivado por Feliciano.

As críticas ao pastor se dão pela sua postura religiosa que começaram por seus comentários postados no Twitter, que foram interpretados por muitos como homofóbico e racista. O deputado deu diversas entrevistas dizendo que não é homofóbico e racista. Disse que não aceita a prática homossexual, mas aceita os homossexuais e que é filho de uma negra.

Fonte: The Christian Post

Jornalista desafia ativistas a imitarem protesto de evangélicos, veja video.

Foto Divulgação
A jornalista Rachel Sheherazade, âncora do jornal ‘SBT Brasil’, criticou mais uma vez a corrupção e os ativistas contrários ao deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP). (Vale a pena conferir o vídeo abaixo).

No dia 17 de abril, a jornalista desafiou os “ativistas anti-Feliciano” a protestarem contra a “bancada mensaleira”, formada pelos deputados João Paulo Cunha e José Genoíno, ambos do PT de São Paulo e condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo conhecido como mensalão.

Rachel ressaltou que nenhum movimento social se mobilizou para protestar contra os parlamentares condenados num dos maiores casos de corrupção do páis.

Veja  o video, clique aqui. 

Fonte: Verdade Gospel

Estudioso diz que Igreja Universal presta um “desserviço à fé cristã”

O pastor batista David Allen Bledsoe, 44, nasceu no EUA mas vive no Brasil desde 1998. Possui um doutorado em Teologia, além de formação em Administração e Engenharia. Ele fez uma extensa pesquisa sobre a Igreja Universal do Reino de Deus. Passou três anos lendo sobre o assunto, frequentando cultos da IURD, entrevistando fiéis e líderes. Seu material foi publicado no livro Movimento neopentecostal brasileiro: um estudo de caso, da Editora Hagnos.

Segundo o autor, o trabalho pretende colaborar com a Igreja brasileira: “Há poucos estudos que analisam os ensinos e abordagens neopentecostais com parâmetros evangélicos, sob uma perspectiva missiológica. Eu queria verificar se igrejas como a Universal impulsionam ou prejudicam a evangelização do povo brasileiro e de outras nações para onde suas igrejas enviam missionários”.

Morando atualmente em Belo Horizonte (MG) com a mulher e os dois filhos, Bledsoe deu uma entrevista à revista CRISTIANISMO HOJE, onde fez declarações contundentes.

“Escolhi a Igreja Universal como foco porque ela é a manifestação neopentecostal mais reconhecida no país. Além disso, comecei a me preocupar mais com os membros das igrejas neopentecostais em relação ao seu entendimento da salvação. Percebi um problema grave através de conversas com eles – encontrei muitas pessoas sinceras e fervorosas, mas com dificuldades em articular uma razão para sua salvação que se baseasse na fé evangélica”, explica o pesquisador.

Para ele, as denominações neopentecostais como a Igreja Universal causam sérios danos à evangelização no Brasil. Ele aponta alguns motivos para isso: “primeiro lugar, porque projetam uma caricatura de Cristianismo diante da sociedade. Segundo, porque essas organizações religiosas são muito antropocêntricas e pouco centradas em Cristo – ao contrário, há uma forte ênfase no diabo, no poder maligno”.

Como o pesquisador acredita que “é raro ouvir um adepto desse movimento que faça menção ao nome de Jesus para a base de sua salvação”, sua conclusão é que a Igreja Universal não é uma denominação evangélica. Principalmente por que “propaga uma mensagem distorcida do Evangelho, prendendo seus adeptos em uma cosmovisão religiosa popular, em vez de libertá-los dessa artimanha diabólica. Ela também emprega rituais religiosos narcisistas e animistas. Outra característica que a desqualifica como evangélica é que não promove laços fraternais esperados para uma igreja baseada no Novo Testamento”.

O pastor batista assevera que a IURD tem uma postura característica das seitas, “agindo com aversão e superioridade para com os outros grupos. Isso, sem falar na exploração de seus fiéis, tratando dízimos e ofertas como um ato quase sacramental”.

Sendo assim, as denominações neopentecostais de mesmo perfil, como a Igreja da Graça e a Igreja Mundial do Poder de Deus seriam, para ele, “grupos religiosos populares que saíram do pentecostalismo brasileiro, mas que não tiveram continuidade em áreas fundamentais para serem incluídos no campo evangélico”.

Mas reconhece que a igreja liderada pelo bispo Edir Macedo “cresce no meio de múltiplos escândalos… mesmo diante de seu declínio revelado no último Censo…  A Universal é associada, na mente do brasileiro, à Rede Record, a catedrais bonitas em regiões nobres de grandes cidades e a uma voz de peso em várias camadas da política nacional”.

Em relação ao futuro, Bledsoe acredita que essas igrejas continuarão existindo por um motivo simples: “Sempre teremos pessoas com problemas físicos, econômicos, conjugais e outras crises para superar. Além disso, o brasileiro é naturalmente místico, o que supera a visão racional das coisas. As pessoas encontram ali um serviço especializado, baseado em lemas como “pare de sofrer” ou “aqui o milagre acontece”.

O estudioso norte-americano defende que falta às igrejas evangélicas uma identidade doutrinária que possa deixar claro sua diferença das neopentecostais como a IURD, IMPD, Graça e outras. Por isso as igrejas que possuem preocupação com a necessidade de se estudar a Bíblia e estabelecer doutrina claras, acabam se perdendo em meio ao crescente número de prédios que ostentam placas dizendo ser uma igreja evangélica.

“A igreja é um grupo, mas nem todos os grupos são igrejas”, resume.

Fonte: Gospel Prime

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Suspeito de atentado em Boston é morto em troca de tiros com a polícia americana



Por Maria Carolina Caiafa  

Ed Davis, chefe da polícia de Boston, confirmou nesta sexta-feira (19) que um dos suspeitos do atentado na Maratona de Boston, na segunda-feira (15), Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos, foi morto durante essa última madrugada em uma troca de tiros nas imediações de um shopping na região de Watertown, nos arredores de Boston, no estado Massachusetts, na parte leste dos EUA.

O segundo suspeito, Dzhokhar A. Tsarnaev, de 19 anos, segue foragido, mas é alvo de uma caçada pública, realizada por centenas de policiais, nas cidades de Watertown e de Boston. Os suspeitos são irmãos de origem chechena, que moravam em Cambridge, também na região de Boston.

O rapaz morto é o suspeito do boné preto, óculos de sol e com uma mochila, presente na foto apresentada pelo FBI (Federal Bureau of Investigation). As autoridades acreditam que nessa mochila estava uma das bombas usadas no atentado.

A polícia chegou aos rapazes, após um incidente no famoso campus do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em Boston, onde um policial foi encontrado morto em seu carro. Pouco depois, os policiais receberam outras informações sobre um roubo de carro na região.

O motorista teria sido mantido refém por meia hora e solto em um posto. O carro foi então localizado e houve uma perseguição. Nessa busca, a dupla atacou a polícia com explosivos e tiros. Tamerlan Tsarnaev foi baleado, detido e levado ao hospital, onde acabou morrendo. Um outro policial ficou ferido na operação.

Um médico, que não quis se identificar e que teria atendido o rapaz morto no Beth Israel Deaconess Medical Center, disse que o suspeito morreu vítima de múltiplas feridas de tiros e possivelmente também de um estouro de um explosivo.

Em busca do segundo suspeito, a polícia isolou mais de 20 quarteirões. Todo o sistema de transporte da baía de Boston também foi suspenso. As autoridades pedem aos moradores que continuem em suas casas e não atendam às campainhas de casa. Os policiais, federais e locais, fazem uma busca em todas as casas da região.

As televisões dos Estados Unidos transmitem ao vivo o desdobramento da ação dos agentes, que vasculham a área minuciosamente.

O ataque na reta de chegada da maratona deixou 3 mortos e 176 feridos. Uma autoridade federal ouvida pela Reuters disse que a suspeita é que o extremismo islâmico seria a motivação do ataque.

Fonte: The Christian Post

Daniela Mercury é oportunista, diz Marco Feliciano no Amaury Jr.


Por Amanda Gigliotti 

O polêmico deputado evangélico Marco Feliciano, em entrevista ao Amaury Jr. defendeu suas posições sobre homossexualismo e falou sobre o oportunismo de Daniela Mercury. A cantora que citou o nome do deputado ao se declarar homossexual foi capa da revista Veja.

Segundo Marco Feliciano, apesar de não conhecer a cantora, acredita que ela se enquadre na categoria dos artistas que estavam no ostracismo e esquecidos, e que “pegaram carona com uma polêmica para voltar”.

“Imagina ela sendo capa da revista Veja... Há cinco dias atrás (sic) ela jamais teria tido esta oportunidade. Então, existe muito oportunismo nisso”, afirmou Feliciano.

O deputado e pastor da Igreja Catedral do Avivamento virou foco da mídia desde que foi eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minoria da Câmara. Ele virou alvo de protestos por suas posições contra o homossexualismo e declarações sobre uma interpretação bíblica dos descendentes de Noé.

Firme em sua posição contra o casamento gay, Marco Feliciano defendeu seu direito de crença e advertiu que não faz distinção de cor.

“Homofobia é uma doença, são pessoas violentas ou assassinas. Eu tenho é posicionamento. Sou contra o casamento gay por princípio. Na Constituição Brasileira, a união estável é reconhecida entre homem e mulher. Segundo a Bíblia isso não é casamento”, esclareceu.

Segundo ele, ele não pode ser considerado homofóbico por não aceitar o casamento gay. “Existe uma superproteção em cima de um segmento”, referindo-se aos defensores da causa LGBT.

Sobre os africanos, Feliciano explicou, "nunca disse que os africanos são amaldiçoados e, sim, que os ancestrais africanos são amaldiçoados, isso está na Bíblia e eu creio na Bíblia”.

Em todas as manifestações que foram feitas contra ele, Feliciano retrucou que não devem ter reunido mais que 5 mil pessoas.

“Eu tenho conseguido reverter e mostrar que não sou esse monstro que pintaram.”

Clique aqui e veja o vídeo! 

Fonte: The Christian Post

Evangélicos protestam pacificamente contra petistas condenados pelo STF

Nesta quarta-feira (17) um grupo de evangélicos se reuniu na sala onde acontecia a reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), em Brasília, para protestar contra a permanência dos deputados José Genoino (PT-SP) e João Paulo Cunha (PT-SP), ambos condenados pelo Supremo Tribunal Federal.
Com placas com os dizeres “Fora Genoino”, “Sim à Família”, “Cristão protesta com educação” e outras, os manifestantes não atrapalharam a sessão e nem fizeram tumultos.
O protesto também serviu para pedir a permanência do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM). O parlamentar que é pastor evangélico tem enfrentado diversos protestos por acusações de racismo e homofobia.
Por conta dos tumultos causados pelos manifestantes que tentam barrar as reuniões da CDHM, a reunião desta quarta aconteceu em uma sala fechada ao público para que as pautas não fossem prejudicas.


Malafaia elogia protesto pacífico
Ao tomar conhecimento da atitude dos evangélicos que não atrapalharam a reunião da CCJ, o pastor Silas Malafaia parabenizou o ato e disse que os envolvidos ensinaram os ativistas gay (que protestam contra Feliciano) como se deve fazer uma manifestação.
“O que vimos acontecer agora em uma manifestação na CCJC, pedindo a saída de José Genoino e de João Paulo Cunha, deputados condenados pelo STF no processo do mensalão, é uma aula de democracia e civilidade. Nenhuma gritaria, nenhum palavrão, nenhum cartaz com ofensas morais. Na verdade, nenhuma palavra dita, apenas cartazes com dizeres civilizados.”
Malafaia está organizando uma manifestação pacífica em nome da família tradicional, contra o aborto e pela liberdade de expressão e religiosa para o dia 5 de junho.

Fonte: Gospel Prime

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Dilma Rousseff foge de polêmica para manter paz com evangélicos


Visando manter o apoio do publico evangélico, a presidente Dilma Rousseff (foto) quer que sua equipe fique longe da polêmica em torno do deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP).

A presidente Dilma Rousseff pretende manter intocadas as legislações sobre aborto e casamento gay, como prometeu em 2010. Mas o governo também não quer se vincular à pauta dos evangélicos, que considera conservadora. No Palácio do Planalto, a tônica na relação com as denominações pentecostais e neopentecostais é uma só: manter uma "união estável".

De olho nessa estabilidade, Dilma mandou sua equipe tomar distância da polêmica em torno do presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Marco Feliciano (PSC-SP). Críticas, se forem inevitáveis, devem ser feitas ao deputado e pastor, jamais aos evangélicos.

Durante os dois primeiros anos de governo Dilma, a relação do Planalto com as igrejas evangélicas e católica tem sido pulverizada e distante. O diálogo é melhor com as denominações protestantes tradicionais, como luterana, metodista e presbiteriana.

Nas pentecostais, caso da Assembleia de Deus (12,3 milhões de fiéis em 2010), e neopentecostais, como a Universal do Reino de Deus (1,8 milhão), a relação é mais difícil e vista por setores do Executivo como mais utilitarista.

Embora com um rebanho muito menor, a Universal conquistou o Ministério da Pesca em 2012. Motivo: ajudar o PT na eleição municipal. Titular da pasta, Marcelo Crivella tem sido um dos interlocutores, ao lado do colega Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência da República), responsável formal pela ponte entre Planalto e igrejas em geral.

A nomeação despertou o interesse de outras denominações. Há algumas semanas, a Assembleia de Deus tentou emplacar um fiel congressista do PR no Ministério dos Transportes. Dilma, porém, optou por outro nome do partido, o ex-governador baiano César Borges.
No legislativo, a bancada evangélica costuma se unir em torno de temas caros à religião, como casamento gay e aborto. Atrai, com isso, alas católicas e congressistas de linha mais conservadora.

Também há outra pauta comum, mas de reivindicação individual: a cobrança por patrocínio público para eventos gospel, concessões de rádio e televisão e pedidos de mais propaganda oficial nos veículos evangélicos.

Nas demais demandas, como cargos, a negociação segue a liturgia tradicional dos deputados e senadores da base do governo, o varejo.

Um dos principais expoentes da bancada evangélica é o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), embora seja da Sara Nossa Terra, muito menor que as outras igrejas.

Em 2010, ele foi um dos que ajudou Dilma a desarmar boatos de que a petista liberaria, se eleita, o aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo, discussão explorada à época por seu adversário tucano, José Serra.

Dilma já se posicionou a favor da descriminalização do aborto, mas mudou de ideia na campanha eleitoral.

O Palácio do Planalto espera que os dois temas não sejam centrais na disputa por 2014, o que diminuiria o peso das demandas evangélicas na corrida eleitoral.

Entre os líderes com maior interlocução com o Planalto estão Manuel Ferreira e Paulo Freire, ambos da Assembleia de Deus, e o próprio Marcelo Crivella.

Fonte: Folha de São Paulo

Vídeo de cristãs sendo estupradas por muçulmanos gera polêmica

Foto Ilustrativa

Nos últimos dias um vídeo começou a circular em sites de língua árabe mostrando um grupo de muçulmanos agredindo e estuprando duas mulheres cristãs em uma rua movimentada na capital do Egito em plena luz do dia. No início da filmagem é possível ouvir os estupradores gritando repetidamente a palavra “Nasara”, uma forma depreciativa de identificar os cristãos no Alcorão.
Isso indica que as duas mulheres que gritam e correm são coptas, maior denominação cristã do Egito.  Elas são derrubadas por vários muçulmanos que as atacam, tiram a roupa, e tentam estuprá-las. As mulheres gritam de terror, enquanto os homens gritam mais alto “Allahu Akbar” [Alá é Grande], além de fazer a shahada, ou profissão de fé islâmica: “Não há Deus além de Alá e Maomé é o único profeta de Deus.” Nenhuma das pessoas que estão na rua tenta intervir.
Embora não se tenha muitas informações sobre o vídeo, sabe-se que foi filmado em 2009 e que estaria sendo usado agora numa campanha que defende a “violência sectária”.
Segundo alguns sites em árabe, a fúria muçulmana foi além. Nos últimos tempos o Egito está sendo governado por partidários da Irmandade Muçulmana. São corriqueiras as invasões e destruições de lojas, igrejas e casas dos cristãos.
Alguns clérigos muçulmanos já emitiram fatwas [ensinamentos religiosos] permitindo o estupro, como fez Ahmad Al Baghdadi Al Hassani durante uma entrevista ao Al Baghdadia, um canal de TV egípcio. O conhecido defensor da jihad [guerra santa], assegurou que todos os cristãos do país precisam escolher “o Islã ou a morte”. Com informações Front Page Mag e Raymond Ibrahim.

Assista: Clique aqui! 

Fonte: Gospel Prime

Criador de 'Uma família da pesada' critica vídeo falso sobre Boston


Vídeo que mostra protagonista detonando bombas em maratona foi retirado.
Explosões na segunda-feira mataram 3 pessoas e deixaram 176 feridas.

Da AFP

O criador da série de animação "Family Guy", Seth MacFarlane, condenou nesta terça-feira (16) um vídeo falso do programa, divulgado na internet, que mostra o protagonista do desenho utilizando um telefone celular para detonar as explosões na maratona de Boston.
O vídeo falso é baseado em cenas de um episódio da série exibido mês passado, e que foi retirado pelo canal Fox de seu serviço online Hulu.com na segunda-feira.
"O vídeo editado de Family Guy que atualmente circula é repugnante. O fato foi um crime e uma tragédia, e meus pensamentos estão com as vítimas", escreveu MacFarlane no Twitter.
No vídeo, o protagonista da série, Peter Griffith, utilizando um celular para detonar as explosões, para vencer a maratona.
No episódio completo original, "Turban Cowboys", exibido mês passado, Peter Griffith se converte muçulmano e descobre que é parte de um plano terrorista para destruir uma ponte.
O episódio foi retirado dos sites Fox.com e Hulu.com, informou a Fox.
Uma porta-voz disse que a decisão foi tomada de forma independente da controvérsia provocada pelo vídeo falso.
A fonte disse ainda que está de acordo com as decisões que tanto a Fox como outras emissoras tomam regularmente quando histórias de ficção inadvertidamente entram em conflito com fatos da vida real.

Fonte: G1

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Ana Paula Valadão se pronuncia em apoio a Marco Feliciano

Por Giana Guterres Após a escolha do deputado pastor Marco Feliciano para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), muitos ativistas gays e artistas estão fazendo uma campanha contra a sua permanência. Recentemente, uma campanha nas redes sociais criticava o silêncio de líderes evangélicos e artistas gospel sobre o caso. Cantores como o baiano Lázaro e Ana Paula Valadão já se pronunciaram em apoio.

Ana Paula Valadão fez várias postagens em apoio à permanência de Feliciano na CDHM. “Nesse país opinião não é crime! Ouça comentário do jornalista Alexandre Garcia sobre Marco Feliciano: http://youtu.be/_BSpz9YDUHI”, escreveu em seu Twitter.

A líder de louvor do ministério Diante do Trono também pediu que os cristãos se posicionassem e votassem em uma enquete sobre a situação com o pastor. “Vota lá, povo de Deus! RT Marisa Lobo: #MostreNossaForça. Enquete da Folha de S.Paulo pergunta se o pastor Marco Feliciano deveria renunciar”, postou no microblog.

“Vote #NÃO, é claro, pois o deputado representa uma parcela da sociedade brasileira e foi eleito pelo voto popular e pelo voto do colegiado”, acrescentou Ana Paula.

Uma fanpage no Facebook – com mais de 870 mil seguidores-, destinada aos fãs de Ana Paula Valadão também comentou sobre o assunto. “Muitos estão enviando comentários ao veículo dedicado cobrando uma posição de Ana Paula sobre a pressão despejada sobre Marco Feliciano sobre a mídia e alguns grupos pró-homossexuais”, eles explicam citando comentários de Ana no Twitter.

“Se posicione. Não é Marco Feliciano, Partido Social Cristão, quem está ali na Comissão de Direitos Humanos e Minorias hoje… é o Cristianismo. Se falhar nesse momento, o pastor acha que poderá demorar 20 ou 30 anos para outro momento como esse, e como disse o colunista da VEJA, Reinaldo Azevedo, o que está em questão para os ativistas é o controle da mídia”, um convoca a página a um posicionamento dos cristãos.





Lembrando que, depois que a enquete começou a ser anunciada pelos evangélicos a Folha encerrou-a rapidamente. É lamentavel!

Fonte: The Christian Post

Feliciano propõe renunciar em troca da saída de deputados condenados pelo mensalão

Por Adoniran Peres
O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), na reunião dos líderes dos partidos realizada nesta terça-feira (9), decidiu que não vai renunciar ao cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) após tentar negociar sua renúncia em troca da saída de deputados envolvidos com o crime do mensalão.

Os parlamentares que estavam presentes na reunião contaram que Feliciano foi questionado trocar a CDHM pela presidência de outra Comissão. Feliciano então tentou negociar a sua saída desde que deputados João Paulo Cunha (PT-SP) e José Genoino (PT-SP), que foram condenados pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento do mensalão, saíssem também da CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania).

Em entrevista para jornalista em um evento da Assembleia de Deus, em Brasília, o deputado Feliciano não garantiu que fez essa proposta de troca. "Tem certeza que eu falei isso? Isso está gravado?", disse Feliciano.

O deputado Feliciano pediu novamente a chance aos parlamentares de mostrar o seu trabalho. “Vou ficar, pois fui eleito democraticamente. Me dêem uma chance de poder trabalhar e mostrar o meu trabalho", afirmou Feliciano.

O deputado, que ocupa o cargo de presidente da CDHM há um mês, em meio a protestos e manifestações, contou que perdeu peso desde que assumiu a comissão e está tentando viver. "Estou com seis quilos a menos. Estou tentando viver e cada dia é um dia. Só peço uma chance para poder trabalhar", disse.

O líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), se pronunciou por meio de nota na qual diz que lamenta e que não vai responder ao deputado Feliciano sobre a proposta de trocar sua renúncia pela saída da CCJ de José Genoino, que é seu irmão, e de João Paulo Cunha, da CCJ.

"Tentei hoje, mais uma vez, na reunião com os líderes de partido convencer Feliciano a renunciar à presidência da CDHM em razão de suas posições incompatíveis com a rica história de 18 anos do colegiado. Infelizmente, as gestões não surtiram efeito. Quanto às declarações do presidente da CDHM a respeito de parlamentares petistas, lamento, e informo que não responderei a provocações", resumiu o líder do PT.

O ex-presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), se manifestou no final da tarde desta terça-feira sobre o pedido dos parlamentares para que Feliciano renuncie. "Fizemos um para que o pastor Feliciano renunciasse à presidência da CDHM. Ele não pode exercer o cargo que tem como dever inerente em proteger e, fora daqui, ter uma posição diferenciada que entra em conflito com as minorias que ele tem obrigação de comandar", afirmou Alves.

Segundo Henrique, ficou acertado entre os líderes de partido e o deputado Feliciano, que fora do congresso nacional, Feliciano deva evitar falar temas que entram em conflito com as questões que deva defender ocupando o cargo de presidente da CDHM.

Fonte: The Christian Post

Sobre a participação do Pr. Silas Malafaia no programa ‘SuperPop’

O pastor Silas Malafaia esteve nos estúdios do ‘SuperPop’, da RedeTV!, nesta segunda-feira (8), para gravar sua participação no programa. Porém, a entrevista com o pastor será exibida na próxima segunda-feira, dia 15 de abril, a partir das 22h.

Em seu twitter o pastor comentou: “A gravação c/ Luciana terminou, mais de 2 hs e ‘o coro comeu’. Deus será glorificado. Vamos ver o q vai ao ar na próxima segunda as 22 hs”.

O pastor também agradeceu o apoio de todos. “Obrigado pelas orações, o povo de Deus é um exército pacífico, destemido. Sozinhos ñ somos nada, unidos invencíveis. A glória é para Deus”.

Fonte: Verdade Gospel

Beijo gay diante de Marco Feliciano durante culto causa polêmica

Desde que Marco Feliciano assumiu a Comissão de Direitos Humanos da Câmara, passou a ser acusado de ser racista, machista e homofóbico. Antigas declarações em redes sociais e em sermões passaram a ser notícia a todo momento. Grupos de ativistas tem feito diferentes tipos de manifestações nos locais onde o pastor vai, seja no Congresso ou nas igrejas onde ele é convidado a pregar.

Uma das mais recentes “manifestações” é uma foto com duas mulheres se beijando dentro de uma igreja evangélica durante um culto em Belém, onde o pastor Marco Feliciano ministrou.

Mas a imagem que foi compartilhada milhares de vezes no Facebook gerou grande polêmica entre os apoiadores e também entre os críticos do parlamentar. Enquanto Feliciano aparece ao fundo, sobre o púlpito ao lado de outros líderes, duas jovens não identificadas se beijam.

“Vejam o absurdo, os ativistas gays realmente não merecem nenhum respeito! O local de culto é protegido por nossa constituição federal, mesmo assim eles não respeitam… estamos em guerra!”, escreveu um evangélico indignado que reproduziu a imagem na rede social.  De modo semelhante, centenas de evangélicos reclamaram do que consideram uma provocação acintosa e desrespeito à igreja.

Obviamente, muitos outros defenderam a atitude. “Parabéns às duas garotas que foram lá demostrar o amor que uma sente pela outra, que é o mesmo que Jesus prega em toda a Bíblia, não o ódio que é pregado por alguns, como Feliciano”, escreveu um usuário no Facebook. Há quem considere a manifestação “heroica”, pois mostraria que não há o que temer.

Curiosamente, o pastor Feliciano mencionou recentemente em um culto que os ativistas gays são mais corajosos que os crentes ao defenderem aquilo que creem. Afirmou ainda que recebeu mais de 100 ameaças de morte e aprendeu a respeitar os seus “inimigos” do movimento gay. Para ele, o    povo evangélico  está se omitindo e que as demonstrações públicas dos ativistas LGBT são manifestações de coragem que falta aos crentes.
 
Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 9 de abril de 2013

Moradores do Vaticano fazem download pirata e pornográfico

O site Torrent Freak resolveu analisar os downloads do Vaticano. O resultado mostra quais são os filmes e programas de TV favoritos das cerca de 800 pessoas que vivem no menor país do mundo. Dessas 800, mais de 700 são conectados à Igreja Católica: são cardeais, diplomatas e membros da Guarda Suíça, de acordo com o site oficial do Vaticano.

Além de dramas como Touch e The Americans, a lista que o Torrent Freak compilou também inclui pornografia.

“Em nome da ciência, pesquisamos cada um dos títulos baixados – inclusive o arquivo curioso nomeado como RS77_Episode 01) e descobrimos que os moradores do Vaticano tem um ou dois interesses bem específicos. Não vamos linkar nossas descobertas aqui, mas fique à vontade para fazer sua própria pesquisa usando os títulos do print (veja listagem abaixo). Não há um mandamento que proíba esses filmes diretamente, mas tem gente que diz que deveria haver”.

O Torrent Freak não encontrou um padre disposto a comentar os resultados e aparentemente o Papa está “ocupado”.

Quer saber do que se trata o RS77Episode 01? A descrição do arquivo em alguns sites de torent diz que é um filme sobre “duas jovens que são raptadas e se divertem em um clube sado-masoquista”

























Fonte: Galileu

Menina de 2 anos agradecendo a Deus por fim de quimioterapia faz sucesso no Facebook

Por Amanda Gigliotti
Um menina de dois anos e 9 meses comoveu os internautas no Facebook ao postar uma foto de agradecimento a Deus, pelo fim de sua quimioterapia. Emanuela Kobanawa ou Manu, como é conhecida, sofre de um câncer raro e fazia tratamento no Grupo de Assistência à Criança com Câncer (GACC), em São José dos Campos (SP).

“Estou a 7 meses sem quimioterapia!!! Agradeço a Deus e ao GACC – São José dos Campos”.

A foto já recebeu mais de 100 mil curtidas em dois posts na página do “Combate ao Câncer”, onde se mostram situações reais de pessoas que vivem com câncer.

Manu sofre com a doença Histiocitose de Células de Langerhans desde os 3 meses de idade e faz quimio desde então. Aos 6 meses, Manu ficou internada na UTI por 45 dias, quando lutou bravamente pela vida.

Ela continuou a fazer o tratamento com várias idas e vindas da doença e hoje, aos quase 3 anos de idade, parece estar curada da doença. Há 7 meses, Manu não faz quimioterapia e repousa normalmente em sua casa.

De acordo com o G1, a ideia de postar o agradecimento no Facebook foi de seu pai Erick Moura. A intenção foi de comemorar a vitória de Manu e também ajudar o instituto que a ajudou.

Curta-nos no Facebook

Segundo Erick, o Grupo de Assistência à Criança com Câncer (GACC), o único hospital do Vale do Paraíba, em São José dos Campos, passa por uma crise financeira. O GACC é especializado em tratamento para crianças com câncer e para atender à crescente demanda de pacientes acumulou uma dívida de cerca de R$ 800 mil.

“A gente sabe da dificuldade para se manter um hospital daquele porte. Não é fácil. Aí tivemos a ideia de comemorar os 7 meses sem quimioterapia da Manu, mas também jogar uma sementinha para que as pessoas se sensibilizem pelo o que o Gacc está passando. Minha filha está em fase final de tratamento, mas tem muito mais gente que precisa de ajuda", disse ele, segundo a mesma publicação.

A entidade oferece tratamento para mais de 500 crianças e jovens em 39 cidades do Vale do Paraíba e região. Caso as dívidas não sejam pagas, o hospital corre o risco de suspender o atendimento.

"A gente fica chateado por essa crise porque a gente sabe o tanto que eles fazem. Não só por nossa filha, mas para muitas crianças. Eles fazem tudo pensando no tratamento. Sempre fizeram o melhor pela minha filha. É um trabalho muito bonito, humano. Não só paciente, mas família também. Eles fazem muita coisa mesmo, pensando principalmente no bem-estar", disse Moura.

Para colaborar com o GACC, é só acessar o site www.gacc.com.br e clicar no link quero fazer uma doação.

Fonte: The Christian Post

Justiça reconhece união estável de um homem com duas mulheres

A Justiça do Amazonas reconheceu nesta segunda-feira a união estável de um homem com duas mulheres. O processo foi aberto em 2008, cerca de dois anos após o falecimento do homem, cujo nome não foi revelado.

No confuso caso, o homem foi casado com uma mulher e teve filhos com ela. Após separar-se, foi morar com outra e  tiveram um casal de filhos. Enquanto moravam juntos, ele teve mais dois filhos com a primeira mulher.

Quando o companheiro morreu, as duas mulheres ficaram impedidas de receber os direitos previdenciários e de resolver questões patrimoniais. Durante as audiências foram ouvidas as mulheres e os filhos do falecido, além de vizinhos, colegas de trabalho e conhecidos. Desde o início ficou claro que as mulheres não tinham conhecimento da existência uma da outra e nem dos filhos gerados nesses relacionamentos.

O juiz Luís Cláudio Cabral Chaves, da 4ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de Manaus, reconheceu a união paralela e disse que a Constituição Federal de 1988 ampliou o conceito de família: “O Direito passou a proteger todas as formas de família, não apenas aquelas constituídas pelo casamento, o que significou uma grande evolução na ordem jurídica brasileira, impulsionada pela própria realidade”.

Segundo o juiz, esse tipo de reconhecimento envolvendo famílias não tradicionais cada vez mais deve ser enfrentada pelo Judiciário. “Não se pode permitir que em nome da moral se ignore a ética, assim como que dogmas culturais e religiosos ocupem o lugar da Justiça até porque o Estado brasileiro é laico, segundo a Constituição Federal”, justificou.

A partir de agora, as duas poderão receber seus direitos previdenciários e resolver questões patrimoniais em termos de igualdade. Tal decisão abre possibilidade para que outras famílias em situações semelhantes possam pedir esse direito na Justiça. Com informações de Terra.

Fonte: Gospel Prime

Cristã, mãe de Daniela Mercury é contra casamento gay

Dona Liana Mercure, mãe de Daniela Mercury, é uma cristã comprometida e vice-reitora da Universidade Católica de Salvador. Ano passado, ela e o esposo, Antônio Abreu, celebraram seus 50 anos de união com uma cerimônia religiosa.

Ela não está muito feliz com a união da filha com a jornalista Malu Verçosa, assumida publicamente na semana passada, assunto que rendeu capa da revista Veja e reportagem especial no Fantástico. A cantora se separou do empresário italiano Marco Scabia no fim do ano passado. Liana não fala com a imprensa, mas teria ficado mais chateada ainda com a exposição que a cantora fez ao revelar seu relacionamento nas redes sociais.

Embora o Vaticano condene o casamento gay, Daniela Mercury diz que ela e a companheira são muito católicas e resolveram fazer orações na igreja Sacré-Coeur. “Colocamos as alianças e fomos à Sacré-Coeur, já que somos as duas católicas. Fomos fazer nossas orações e pedir proteção.”

De acordo com um jornal carioca, Malu não é a primeira namorada de Daniela.   Embora Liana não aprove a relação, seu pai, Antônio Abreu, está se mantendo neutro: “Por favor, infelizmente não posso dizer absolutamente nada, não posso dar declarações”. Os filhos da cantora, no entanto, estariam apoiando a mãe.

Ao decidir assumir o relacionamento, Daniela fez criticas ao deputado Marco Feliciano “Claro que esse contexto político, a inadequação desse deputado ao posto, tudo isso me deu força. Mas eu acho que, quanto mais se falar das relações homossexuais, mais elas vão se tornar naturais para as outras pessoas”. Com informações de O Povo e Folha de São Paulo.

Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Tribunal reconhece Associação de Pedófilos sob argumento de “liberdade de expressão”

Martijn Uittenbogaard, presidente da associação
Um Tribunal de recursos aprovou a existência de uma associação de pedófilos. No ano passado, após o julgamento em primeira instância, foi proibido de existir, pois seria uma ameaça para a sociedade.

A decisão controversa ocorreu na Holanda, onde a Associação Martijn, defensora do sexo consensual entre crianças e adultos, recebeu permissão para retomar suas funções. Agora, o Tribunal de apelação de Arnhem, Leeuwarden, decidiu que embora o trabalho da associação seja “contrário à ordem pública, não há uma ameaça de desintegração da sociedade”.

A vitória foi conseguida após os advogados do presidente da associação Martijn Uittenbogaard apelarem da decisão judicial que ordenou a dissolução do grupo de pedófilos em junho de 2012. A principal alegação é a “liberdade de expressão”. Entre as acusações contra a associação estão os antecedentes criminais de alguns de seus membros por abuso sexual. Porém, o juiz entendeu que eles nunca haviam cometido o crime tipificado como “pedofilia”.

Fundada em 1982, a associação Martijn afirma lutar pela aceitação do sexo consentido entre adultos e crianças, mas é  contrária a qualquer tipo de abuso sexual.  Trata-se da segunda maior associação do tipo no mundo, após a NAMBLA. Até 1994 fez parte da Associação Internacional de Gays e Lésbicas. A entidade propõe um código ético baseado em quatro regras que deveriam ser levadas em conta em todas as interações com menores:

    Consentimento, tanto da criança quanto do adulto.
    Abertura para os pais da criança.
    Liberdade para a criança de se retirar da relação em qualquer momento.
    Harmonia com o desenvolvimento da criança.

Mesmo assim, sabe-se que o ex-presidente da entidade, Ad van den Berg, foi condenado em 2011 a três anos de prisão, por posse de fotografias, filmes e revistas de pornografia infantil.  O atual presidente da associação comemorou pelo Twitter, dizendo apenas “felizmente ainda existem juízes sábios”. Embora tenham ocorrido muitos protestos pela decisão, não cabe mais recurso. Com informações de ACI Digital. 

Fonte: Gospel Prime

Daniela Mercury vai à igreja pedir proteção ao seu casamento com Malu Verçosa

Em entrevista à revista Veja a cantora Daniela Mercury disse que foi até uma igreja católica em Paris pedir a proteção para o seu casamento com a jornalista Malu Verçosa.

O relacionamento homossexual da cantora foi uma dos temas mais comentados durante a última semana, quando Daniela assumiu publicamente que é homossexual, chegando a chamar a companheira de esposa.

A união não foi oficializada no cartório porque Daniela não viu necessidade, mas as duas trocaram alianças e não esconderão mais que estão juntas.

“Nosso casamento foi assim: dias atrás, passamos por Paris e, naquela cidade romântica, compramos as alianças e trocamos os anéis”, disse.

Sobre a ida à igreja, Daniela Mercury diz que tanto ela como Malu Verçosa são muito católicas e resolveram fazer orações na igreja Sacré-Coeur. “Colocamos as alianças e fomos à Sacré-Coeur, já que somos as duas católicas. Fomos fazer nossas orações e pedir proteção.”

Vale lembrar que a Igreja Católica não realiza união entre pessoas do mesmo sexo e que o Papa Francisco já se mostrou contrário ao casamento gay dizendo que ele “é uma pretensão destrutiva ao plano de Deus”.

Fonte: Gospel Prime

A “conversão” de Harry Potter

Harry Potter, o bruxinho mais famoso do mundo converteu-se e se tornou um o cristão ortodoxo. As aventuras do feiticeiro ortodoxo não são parte de um novo livro de JK Rowling. Mas trata-se de uma peça de teatro escrita por um padre russo.

“Harry Potter arrependido e o milagre de fogo” é a tradução livre do padre que supervisiona o trabalho do departamento de jovens da diocese de Bugulma, na república russa.

No início da trama, Hedwig, coruja de estimação de Harry, traz uma notícia triste de Hogwarts. A batalha entre o bem e o mal terminou com vitória de Voldemort. Com isso, todos os amigos de Harry, Hermione e Ron além de quase todos os Weasley, morreram. Harry corre para ver Dumbledore, que o aconselha a encontrar “aquele que criou tudo”, pois Deus é o único que teria poder de parar Voldemort.

Harry então acaba indo para uma igreja ortodoxa, onde fica sabendo que os seus pais o batizaram pouco antes de morrerem. Ele chega até Jerusalém para ver a descida da Chama Sagrada, com seus novos amigos. Anastas e Agniya são dois irmãos ortodoxos que ele conheceu durante a viagem. O encontro final com Voldemort acontece na Terra Santa e, com a ajuda de São Cipriano, seu santo padroeiro, Harry derrota seu inimigo.

Padre Manuil explica que a peça descrita acima terá apresentações gratuitas e seu objetivo é apenas aproximar os jovens dos ensinamentos da igreja. Os atores são amadores, mas ele comemora o fato de ter recebido apoio da liderança da Igreja.

O teatro sempre fez parte da vida de Manuil, pois seu pai era um ator amador. O próprio padre participou de peças enquanto era estudante na Academia Eclesiástica e Seminário em São Petersburgo.

Como no restante do mundo, a série de livros e filmes sobre Harry Potter é sucesso na Rússia. Mas também muito criticada pelos cristãos. A Igreja Ortodoxa da Trácia afirmou que os livros “familiarizam as pessoas com magia, o mal, o ocultismo e demonologia” e que os ensinamento eram “puro satanismo.”

A primeira “resposta” dos ortodoxos veio de Andrei Kuraev, que escreveu em 2003 o livro “Harry Potter na Igreja” e a obra de John Granger “Procurando Deus em Harry Potter”. Agora com a peça, parece que a fama de Harry Potter chegou ao sincretismo moderno. Com informações de The Moscou News.

Fonte: Gospel Prime

Arqueólogos alegam ter encontrado a “porta do inferno” citada em Apocalipse

Um lendário portão para o submundo foi descoberto na Turquia por uma equipe de arqueólogos na antiga cidade frígia de Hierápolis. Trata-se de uma caverna que era mencionada na antiga mitologia e nas tradições greco-romana como a porta de entrada para o “submundo” ou “mundo dos mortos”.

Embora na mitologia tenha recebido o nome de “Porta de Plutão”, foi chamada de “Entrada do Inferno” pelo filósofo Cícero e pelo geógrafo Estrabão. Para os gregos, a entrada da caverna “vomita” vapores nocivos, capazes de matar qualquer coisa que cruze seu caminho.

“Todo animal que entrar ali, encontrará a morte instantânea”, dizem os escritos de Cícero. “Lancei para lá pardais e eles caíram imediatamente”. “Este espaço está tão cheio de vapor nebuloso e denso que dificilmente se pode ver o chão”.

Francesco D´Andria, professor de arqueologia na Universidade de Salento, que participou da descoberta da caverna, explicou que após a escavação do local, os arqueólogos encontraram colunas com inscrições dedicadas às divindades do submundo Plutão e Kore.

Sacerdotes faziam no local sacrifícios de touros a Plutão, levando os animais para dentro da caverna que emana  dióxido de carbono, explicou o arqueólogo. Acredita-se que o local de culto pagão foi destruído pelos cristãos, no século VI, e também sucumbiu após terramotos na região.

“Trata-se de uma descoberta excepcional, pois confirma e esclarece as informações que temos das fontes literárias antigas e históricas”, disse Alister Filippini, um pesquisador da história romana.

Esse local também pode ser uma “dica profética” de onde o Anticristo irá surgir antes do fim do mundo. O termo usado pelos gregos para Hades é o mesmo usado na Bíblia para falar do inferno, ou mundo dos mortos. Segundo o site WND estudantes de profecia veem uma semelhança dessa porta para o Hades com o termo “abismo” usado no livro de Apocalipse (9:2-3) e o fato de ele “exalar fumaça”.

Segundo Plínio, o Velho, conhecido historiador do primeiro século, Hierápolis também era conhecida como “Magogue”, citada pelo profeta bíblico Ezequiel, como um dos exércitos que iria invadir a terra de Israel pouco antes do retorno de Jesus. Para muitos professores de Bíblia, a batalha de Gogue de Magogue seria um embate preliminar e distinto da batalha final do Armagedom.

Hipólito de Roma (170-235), um teólogo cristão dos primeiros séculos, identificou Magogue uma região da Ásia Menor que é a Turquia moderna.  O reformador Martinho Lutero (1483-1546) entendia Gogue como uma referência aos turcos, povo que Deus havia enviado como um flagelo para punir os cristãos. O avivalista João Wesley (1703-1755), em suas notas explicativas em Ezequiel 38 e 39, identificou as hordas de Gogue e Magogue com “as forças anticristãs” que se levantariam da Turquia.  CI Scofield (1843-1921) e Charles Ryrie, famosos por suas Bíblias de Estudo ligavam Gogue e Magogue indizivelmente com o Anticristo e seus exércitos.  Se todos esses teólogos estavam corretos, e Anticristo tem uma ligação com o local geográfico que exala fumaça, o abismo ou a porta do inferno.

Fonte: Gospel Prime

domingo, 7 de abril de 2013

Alexandre Garcia critica manifestações contra Feliciano; ouça

O jornalista Alexandre Garcia fez um comentário sensacional que está repercutindo nas redes sociais. Ele se posicionou sobre as manifestações contrárias ao deputado e pastor Marco Feliciano durante programação da Rádio Metrópoli.

O jornalista falou sobre a liberdade de opinião, que é garantida pela Constituição brasileira. Deixando bem claro que há uma diferença entre opinião e prática da mesma, principalmente se houver incitação a violência.

O fato também foi citado pelo pastor Silas Malafaia (clique aqui e leia) em seu comentário sobre a absurda ação criminal movida contra ele na Procuradoria Geral da República, pelos deputados federais Jean Wyllys, Érika Kokay e Domingos Dutra, com base em informações de um perfil falso do Facebook.

Ouça o áudio clicando aqui.

Fonte: Verdade Gospel

Peça mostra Virgem Maria como “lésbica convicta”

Anos atrás, o público cristão dos Estados Unidos se mobilizou contra Corpus Christi, uma peça de teatro do circuito de Nova York que mostrava um Jesus gay tendo relações com seus discípulos. Ela ficou em cartaz por algum tempo e depois foi montada em outros lugares, mas nunca fez sucesso.

Na semana passada estreou outra peça que gerou muitos protestos por ser considerada “blasfema” e fazer pouco da Bíblia. Alunos do curso de Artes Cênicas da Escola Pública de Performing Arts Pioneer Valey, que possui 400 alunos,  de ensino Médio em South Hadley, Massachusetts , decidiram interpretar uma comédia de 1998, assinada por Paul Rudnick.

Com o nome de “The Most Fabulous Story Ever Told” [A História Mais Fabulosa Já Contada] , basicamente é uma sátira do livro bíblico de Gênesis, que mostra dois casais homossexuais no Jardim do Éden [Adão e Ivo; Eva e Mabel] além de um rinoceronte que tenta seduzir os homens na Arca, e por fim, Maria, a mãe de Cristo, dizendo que não pode estar grávida, porque era é uma lésbica “convicta”.

A crítica de teatro da revista The Theater Mirror afirmou ser uma comédia hilária que oferece uma “aula sobre como ser gay hoje em dia”. Mas possivelmente não haverá uma segunda apresentação. Cerca de 50 manifestantes se reuniram na porta da escola na noite de abertura. Os protestos uniram alunos, pais e até mesmo o presidente do conselho de administração da escola, que disseram não concordar que alguns alunos desrespeitem o cristianismo, religião da maioria da população.

A Diocese Católica Romana de Massachusetts foi ainda mais direta. Segundo seu porta-voz, o bispo Timothy A . McDonnell questionou: “Eu não sabia que era papel de escolas públicas ensinarem o ódio aos religiosos”. Noreen Beebe, uma mãe de aluno que vive em Northampton, disse se sentir “insultada” em saber que o dinheiro do contribuinte está sendo usado para ridicularizar as Escrituras. ”Dói meu coração ver uma escola pública fazendo troça da Bíblia”, disse ela.

O diretor da peça, no entanto, argumenta que “Não é uma encenação que tenta destruir a religião, mas realmente faz graça de algumas atitudes religiosas… Embora seja repleta de piadas, nossa peça é, na essência, uma investigação cuidadosa do significado de fé e de família”.

O Diretor da Escola, Scott Goldman, afirmou que mesmo após ser “bombardeado” por e-mails e telefonemas classificando a peça como “blasfema e ridícula”, o show iria continuar em cartaz. Ele alega que ceder a essa tentativa de censura “seria ir contra a percepção artística e intelectualmente rigorosa da comunidade de Pioneer Valley”. Embora admita que possa ser difícil que o público mais jovem entenda, acredita ser adequado para os alunos do ensino médio. Com informações WND.

Fonte: Gospel Prime

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Silas Malafaia estará ao vivo no programa Superpop

A assessoria do pastor Silas Malafaia divulgou que a participação dele no programa Superpop será ao vivo na próxima segunda-feira (8) a partir das 22h30.

Apresentado por Luciana Gimenez o programa estará entrevistando o pastor conhecido por suas declarações polêmicas sobre temas diversos, principalmente relacionados à aprovação de leis como a PLC 122/2006 e sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

A participação do religioso no programa “De Frente com Gabi” conseguiu fazer com que a atração comandada por Marília Gabriela alcançasse o recorde de público, chamando a atenção de outros programas televisivos.

Malafaia também já apareceu no programa Pânico da Band concedendo uma entrevista à Sabrina Sato. Nos próximos dias ele também deve estar no programa “Agora é Tarde”, também na Band.


Fonte: Gospel Prime

Overdose de cocaína matou cantor Chorão, conclui laudo do IML

Uma overdose de cocaína matou Alexandre Magno Abrão, conhecido como Chorão, do grupo Charlie Brown Jr., aponta o laudo necroscópico da Polícia Técnico-Científica de São Paulo. O vocalista da banda foi encontrado morto em 6 de março no seu apartamento na Zona Oeste da capital paulista.

O laudo considera resultados do exame toxicológico número 5054/2013 do Instituto Médico-Legal (IML) feito no corpo de Chorão. O exame toxicológico apontou que o corpo apresentava 4,714 microgramas da droga por mililitro de sangue. Segundo os peritos, foi possível concluir, a partir dos testes, que a causa da morte foi “intoxicação exógena devido à cocainemia”.

O documento foi divulgado em entrevista pela Polícia Civil às 19h30, mas os detalhes foram adiantados com exclusividade pelo G1.

O laudo necroscópico, que tem o número 758/2013, será anexado ao inquérito da Polícia Civil. Após ser concluído, o inquérito será encaminhado ao Fórum da Barra Funda para apreciação do Ministério Público e da Justiça. O processo pode ser arquivado.

O psiquiatra Thiago Fidalgo, coordenador do Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes (Proad), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), explicou a definição constante do laudo. “Isso significa que ele morreu após consumir grande quantidade de cocaína”, disse Fidalgo, comentando os termos do documento. O especialista não participou da investigação.





De acordo com o especialista, o excesso da droga
pode ter causado um infarto ou um acidente vascular cerebral. “[A cocaína gera] muita adrenalina, gera aumento da pressão, aumento da frequência cardíaca e respiratória, sobrecarga cardíaca e, com isso, tem menos sangue chegando no coração e no cérebro”, explicou o especialista.

Segundo ele, pela idade de Chorão, a hipótese mais plausível é a de ataque cardíaco. “Se tivesse mais de 50 anos, provavelmente seria um AVC isquêmico”, acrescentou o psiquiatra.

Overdose era uma hipótese considerada pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). O corpo do artista foi achado caído por um segurança e um motorista dele, no imóvel que mantinha em Pinheiros. Peritos também encontraram pó branco e caixas de medicamentos e bebidas espalhadas no local, que estava parcialmente destruído.

Os depoimentos da ex-mulher do vocalista e dos integrantes do Charlie Brown Jr. confirmaram que o cantor fazia uso de entorpecentes. Em seu depoimento ao DHPP, a estilista Graziela Gonçalves havia dito que “perdeu” o cantor “para as drogas”. Ela chegou a dizer a jornalistas que tinha se separado de Chorão porque ele estava viciado em cocaína. O artista estaria deprimido com a separação e por isso teria aumentado o consumo de drogas.


Fonte: G1 e Verdade Gospel

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Salve Jorge: misteriosa ‘igreja 24h’ é baseada na igreja evangélica, esclarece Glória Perez

Por Amanda Gigliotti
Depois do episódio da novela “Salve Jorge”, em que o personagem Morena (Nanda Costa) e Théo (Rodrigo Lombardi) se encontram em uma igreja tarde da noite, muitos telespectadores começaram a debochar nas redes sociais sobre que tipo de igreja ‘24 horas’ seria essa. Glória Perez foi, então, ao seu Twitter para dar o seu esclarecimento.

"Vou desenhar para quem pergunta porque essa igreja fica aberta à noite: o padre que toma conta dela mirou-se no exemplo das igrejas evangélicas, sempre abertas para acolher quem precisa entrar lá. E resolveu adotar o costume. Simples assim", escreveu.

O episódio que foi ao ar na segunda-feira (1). Logo depois os fãs foram ao seu Twitter para comentar:

“Nova moda pra quem quer um grande amor: saia da balada (q só tem exu) e vá pra igreja 24h pedir um homem pra São Jorge. Ele atende na hora”, escreveu Celso Dossi.

“Cena mais sem noção, qual igreja fica aberta 24h ? evangélica tudo bem fica aberta 24h pra receber…”, comentou outra usuária da rede social.

Alguns acharam estranho o fato de Glória Perez ir à rede social para dar explicação sobre os episódios.

“Gloria Perez agora explicou a igreja 24h. Olha,tem algo de mt errado qd o sujeito tem q explicar sua novela todo dia”, escreveu uma internauta.

Não é a primeira vez que a autora da novela usa o Twitter para explicar sobre fatos estranhos dos episódios. Frequentemente, Glória Perez se justifica na falta de imaginação dos telespectadores, usando com a frase: “não é triste não saber voar?”

Fonte: The Christian Post

Um quarto dos americanos acredita que Obama seja o Anticristo

Uma pesquisa do Public Policy Polling indica que cerca de 13% dos norte-americanos acreditam que Barack Obama realmente é o Anticristo, a encarnação do mal que a Bíblia explica que virá para enganar as pessoas durante o Fim dos Tempos. Outros 13% acreditam que ele “pode ser” o Anticristo. Somados, 26% da população acredita que o presidente esteja ligado a esse personagem bíblico.

A pesquisa foi feita mês passado com 1.247 americanos adultos, todos votantes e tem uma margem de erro de 2,8% para mais ou para menos. Curiosamente, 5% das pessoas que responderam a pesquisa disseram que votaram em Obama mesmo acreditando que ele possa ser o Anticristo.

Embora os americanos sejam conhecidos por acreditarem e divulgarem um grande número das chamadas “teorias da conspiração”, não é a primeira vez que esse tipo de pesquisa é realizada. Desde sua primeira eleição, em 2009, líderes religiosos vem fazendo esse tipo de afirmação e voltaram a fazê-lo quando Obama foi reeleito.

Mesmo tendo declarado publicamente que “Jesus Cristo é o Senhor” ao ser chamado de Anticristo, ou ter pedido pela ajuda de Deus quando assumiu seu segundo mandato no início deste ano, muitos americanos acreditam que ele, na verdade, é muçulmano.

A nova pesquisa pode ter sido influenciada por um episódio recente, sobre o qual a Casa Branca não se pronunciou.  Durante a exibição de um episódio recente da minissérie “A Bíblia”, o personagem que vivia Satanás tinha uma grande semelhança com o presidente Obama. O assunto chegou a ser um dos mais comentados no Twitter, embora os produtores da série neguem que a escolha do ator Mehdi Ouzaani para o papel foi por isso. Com informações de WND.

Fonte: Gospel Prime

Joelma grava vídeo para se defender de acusações de homofobia

A cantora Joelma disse que a entrevista dada à revista Época foi distorcida, ao falar sobre homossexualismo dizendo ser contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo a cantora acabou sendo taxada de homofóbica e precisou enviar uma nota e gravar um vídeo para poder se explicar.

A líder da banda Calypso teria afirmado que conhece pessoas que deixaram de ser homossexuais e que se tivesse um filho gay lutaria para que ele desistisse da prática e se convertesse. Joelma é evangélica há quatro anos.

Outro ponto polêmico da entrevista foi quando a cantora disse que conhece mães que sofrem por verem seus filhos se relacionando com pessoas do mesmo sexo e que a luta é parecida com a de quem tenta deixar a dependência química.

“Em momento algum a cantora comparou homossexualidade à dependência química. O que foi relatado foram depoimentos, feitos a ela, de amigos e fãs, sobre a dificuldade que sentem – quando assim o desejam – de mudar sua opção sexual”, afirma a nota enviada à imprensa.

O vídeo com mais de 1 minuto mostra a cantora reafirmando que foi um depoimento de alguém próxima a ela que comparou as duas coisas. “Eu tenho muitos amigos gays”, diz Joelma.

Por conta desse mal entendido o filme que contaria a história da banda Calypso foi cancelado já que muitos profissionais não querem ligar seus nomes ao de Joelma que agora passou a ser acusada de homofobia.

Link do 
vídeo, clique aqui

Fonte: Gospel Prime

‘Estou mais perto de Deus’, diz protagonista de ‘José do Egito’

O ator Rick Tavares que interpreta o protagonista José na minissérie ‘José do Egito’, da Rede Record, afirmou em entrevista ao R7 que a experiência de interpretar o personagem mudou sua relação com Deus.

“Eu não conhecia a história antes da minissérie. Comecei a ir a igreja, a estar mais próximo de Deus. A gente começa a ver outro sentido para a vida”, revelou o ator.

Apesar de já estar se despedindo do personagem, o ator destaca a experiência que viveu nos estúdios. “Eu sempre visitei a cidade cenográfica quando estava sendo construída. Em um desses dias, botei a roupa do personagem, entrei na cidade e não parava de chorar”.

 Investimentos milionários

A minissérie ‘José do Egito’ teve investimentos de mais de 7 milhões só em cenografia, e cada um dos 28 capítulos custou cerca de  R$ 850 mil, e é a maior superprodução bíblica já realizada pela emissora.

Fonte: R7 e Verdade Gospel

Carioca desiste de imitar Edir Macedo no programa Pânico na Band

O humorista Marvio Lucio, o Carioca, do Pânico na Band desistiu do quadro “A Turma do Didi Maiscedo” onde ele imitava o líder da Igreja Universal do Reino de Deus fazendo uma sátira com o programa Fala que eu te escuto, da Record.

Carioca garante que a decisão de acabar com o quadro partiu dele mesmo e que a produção do programa não fez pressão para que ele desistisse.

“Religião é difícil. Meu conteúdo estava restrito”, disse o humorista que substituiu o personagem “Didi Maiscedo” pelo “Marcelo Sem Dente”. Mas quem assiste ao programa percebeu que o cenário ainda é parecido com o programa religioso exibido pela Record e que ainda há um personagem que exorciza demônios.

Além de se sentir “com freio de mão puxado”, Carioca também ficou com medo da incitação religiosa diante dos problemas envolvendo o deputado federal pastor Marco Feliciano.

“Esse clima de incitação religiosa assusta. Não vale fazer humor com preocupação”, disse ele. As informações são do blog Mauricio Stycer.

Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 2 de abril de 2013

Reinaldo Azevedo: Jean Wyllys se faz de vítima e apela a perfil falso para atacar adversários

Reinaldo Azevedo
Por Giana Guterres
“O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) tem a mania de tratar como inimigas as pessoas que discordam dele. Pior: parece achar que a homofobia é a única razão que leva a essa discordância”, disse o jornalista em sua coluna, nesta terça-feira.

Jean Wyllys entrou com uma representação criminal contra os líderes evangélicos e pastores Marco Feliciano e Silas Malafaia, juntamente com Érika Kokay e Domingos Dutra, ambos do PT. Entre as acusações estão: difamação, calúnia, falsificação de documentos, formação de quadrilha, falsidade ideológica e improbidade administrativa – as provas de acusação são campanhas na internet feitas em perfis falsos nas redes sociais. “O parlamentar do PSOL parece achar razoável sair por aí acusando os desafetos de racistas, homofóbicos, fundamentalistas etc., mas se zanga quando eles reagem”, acrescentou Azevedo.

“Chega a ser uma piada que Wyllys processe Feliciano, dizendo-se perseguido. Ora, quem é que lidera a campanha nacional contra o presidente da comissão? Incluir Malafaia na peça acusatória é a evidência escancarada de má-fé. Ele não é político, não está na comissão - é, apenas, alguém com o direito a uma opinião. Mas com direito à SUA opinião, não a de um falso perfil”, opinou sobre o caso Reinaldo.

O colunista também remeteu sua abordagem à época que o deputado Jean Wyllys era então participante do Big Brother Brasil. “É um sestro que carrega lá do BBB. Quando foi indicado para o paredão, Pedro Bial quis saber por que, na sua opinião, fora o mais votado. Ele mandou bala: ‘Vai ver é porque eu sou gay’. Ali nascia o seu vitimismo agressivo e triunfante. Como os demais participantes não eram gays, não podiam usar essa condição a seu favor. O que diriam, afinal: ‘Fui indicado porque sou louro’, ‘fui indicada porque sou mulher’, ‘fui indicado porque sou morena’, ‘fui indicado porque sou hétero’?”, publicou.

Reinaldo Azevedo critica ainda a tentativa de controle social com a repercussão do caso. “O Brasil vai ficar lotado de aiatolás bondosos dizendo o que podemos pensar ou não, o que podemos dizer ou não, que religião podemos ter ou não. Os que acreditam em Deus devem deixar de lado essa ideia estúpida de absoluto e acreditar em Wyllys - que já venceu Montesquieu, como é sabido. Faço uma ironia, mas a coisa é séria”, declarou.

“Se acham que o Cristianismo, que eles adoram esculhambar - e o fazem, felizmente, sem qualquer censura - é uma religião problemática, é porque não conhecem o laicismo controlado por alguns fanáticos”, Reinaldo Azevedo finaliza a sua coluna.

Fonte:  The Christian Post

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails