terça-feira, 29 de janeiro de 2013

'Irmã Zuleide' é detida em Santos após constranger professora


O DJ Álvaro Oliveira Rodrigues, de 30 anos, responsável pelo famoso perfil 'Irmã Zuleide' nas redes sociais, foi detido durante a madrugada do último domingo (27) em Santos, no litoral de São Paulo. Rodrigues assinou um termo circunstanciado e foi liberado em seguida, mas responderá por constrangimento, injúria e difamação.
Com cerca de 2,1 milhões de seguidores no Facebook, o perfil da Irmã Zuleide, que utiliza um tom cômico para tratar assuntos do cotidiano, é uma febre na internet há quase dois anos. A polícia começou a investigar o DJ porque a foto utilizado no perfil é, na verdade, de uma professora de Campinas, que afirma sofrer vários transtornos com a situação.
Ainda em 2011, a professora, que preferiu não se identificar, não conhecia o perfil que utilizava sua foto, até que uma colega da escola mostrou a página para ela. Assim que soube da situação, a vítima mandou algumas fotos para a polícia com o objetivo de remover todo o conteúdo da internet. Segundo a professora, o constrangimento causado pelo perfil fez com que ela virasse motivo de chacota na cidade onde mora

Após vários meses de investigação, um advogado da vítima descobriu que o dono da página faria um show em uma casa noturna do Centro de Santos. Sabendo disso, a professora seguiu para a Baixada Santista, acompanhada do advogado, e procurou o 1º Distrito Policial da Cidade, que começou a investigar o caso.
Segundo a polícia, quando os policiais entraram na boate, Rodrigues não estava caracterizado como 'Irmã Zuleide', mas foi encontrado e detido. O DJ é natural do Rio Grande do Norte e confessou ser o autor do personagem. Em depoimento, ele disse que sua intenção era satirizar uma igreja evangélica e ironizar seus seguidores. Segundo ele, a foto da professora foi achada em uma pesquisa aleatória feita por um buscador.

Fonte: G1

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Governador cita versículo biblico para justificar uma “vaquinha” em apoio à mensaleiros

O governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), usou a Bíblia ao falar sobre a chamada “vaquinha” que o Partido dos Trabalhadores está promovendo para levantar verbas e quitar as multas que José Dirceu, José Genoino e João Paulo Cunha foram condenados a pagar por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

O trecho citado foi a versículo de Mateus 25 onde Jesus fala que “Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.” Foi nesse texto que Déda justificou sua solidariedade em ajudar seus colegas de partido.

“Há um trecho em Mateus que precisa ser lido com mais frequência. É aquele em que o evangelista diz que Jesus relatara que no final dos tempos ele agradeceria às pessoas que o visitaram quando estava doente, que foram a prisão quando ele estava preso”, disse.

Dizendo que valoriza a solidariedade, o político citou que conhece os condenados por mais de 20, 30 anos e que vai contribuir conforme seus limites. “É um dos aspectos mais belos da vida humana: ser capaz de solidarizar-se a um companheiro que não deixou de ser amigo, porque eventualmente foi condenado.”

A declaração foi dada aos jornalistas depois de um encontro que o governador sergipano teve no Planalto. Apesar de estar disposto a ajudar seus colegas, Déda não estará presente no jantar que foi organizado pelo PT na última quinta-feira, por estar fazendo um tratamento médico em São Paulo. Os três condenados precisam pagar o equivalente a R$1,5 milhão.

Fonte: Isto É Dinheiro e Creio

Vídeo: jovens católicos são agredidos por manifestantes gays

Um grupo de jovens católicos do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira (IPCO) realizava uma campanha pacífica e ordeira contra o aborto e a ditadura homossexual, denominada Cruzada pela Família, no centro de Curitiba, no dia 14 de janeiro. Em determinado momento, começou a se formar um grupo numeroso de homossexuais e simpatizantes que passaram a agredir de diversas formas os jovens católicos. (Assista ao vídeo abaixo)


A Cruzada pela Família, promovida pelo IPCO, está percorrendo o Brasil fazendo uma campanha ordeira e pacífica contra as leis de aborto e a agenda do movimento homossexual, como o kit gay nas escolas, a lei de homofobia, entre outros princípios da fé cristã.

As cenas do vídeo, disponível na internet, são fortes e mostram os ativistas do movimento gay cercando os jovens católicos, cuspindo, agredindo e fazendo obscenidades contra os caravanistas, que reagiram com firmeza e educação.


As imagens falam por si e revelam os verdadeiros intolerantes, capazes de ações violentas contra os que defendem um posicionamento contrário ao deles.

Assista ao vídeo (cuidado pois são cenas fortes) e deixe seu comentario:



Fonte: IPCO

Delegado diz não haver contradições em depoimento de Zezé Polessa

Do G1 Rio
A atriz Zezé Polessa esteve na tarde desta quinta-feira (24) na 32ª DP (Taquara) para prestar depoimento sobre a morte do motorista Nelson Lopes, que sofreu um infarto após transportar a artista. O motorista prestava serviços para a TV Globo através de uma empresa terceirizada. Segundo o delegado Antonio Ricardo Lima Nunes, não há informações que se conflitam.

"Quem está responsável pelo caso da Zezé Polessa é o delegado assistente Mauricio Mendonça. Após o depoimento dela não houve nenhuma contradição com o que foi colhido. O próximo passo é requisitar o atendimento médico do Hospital do Lourenço Jorge, onde ele foi atendido, e ouvir um funcionário do portão 3 do Projac. Ele seria uma das testemunhas que presenciou o caso", disse o delegado.

De acordo com a promotora Christiane Monnerat, que pediu a abertura da investigação policial, parentes do motorista contaram que ele era cardíaco e hipertenso, e passou mal após uma discussão com a atriz.

Barbie e Ken 'da vida real' se encontram pela primeira vez nos EUA

Do G1, em São PauloDurante uma viagem aos EUA, a russa Valeria Lukyanova, de 21 anos, famosa por ser chamada de ‘Barbie da vida real” se encontrou com o americano Justin Jedlica, de 32 anos, que, por sua vez, é conhecido como o boneco ‘Ken’ humano. Imagens de ambos os modelos foram postadas na página de Valeria no Facebook, todavia, não há detalhes a respeito do objetivo do encontro.

Valeria se tornou sensação na internet em seu país por parecer a famosa boneca, com olhos azuis, cabelo loiro e até mesmo pelo corpo modelado nas proporções do brinquedo. Justin,  por sua vez, já gastou US$ 100 mil (R$ 210 mil) em cirurgias plásticas para ficar parecido com o boneco, e contou que realizou entre 90 e 100 procedimentos para virar o "Ken da vida real".

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Descoberto: Vaticano é dono de imóveis caríssimos em Londres

Poucos turistas em visita a Londres imaginariam que as instalações da refinada joalheria Bulgari em New Bond Street têm qualquer conexão com o papa. O mesmo vale para a sede do próspero banco de investimento Altium Capital, na esquina de St. James’ Square e Pall Mall.

Mas esses edifícios de escritórios em um dos bairros mais caros de Londres são parte de um surpreendente império secreto de imóveis comerciais do Vaticano.

Por trás de uma estrutura disfarçada por companhias de paraísos fiscais, a carteira internacional de imóveis da igreja foi expandida ao longo dos anos, com o uso de dinheiro pago originalmente por Mussolini em troca do reconhecimento do regime fascista pelo papa, em 1929.

Desde então, o valor internacional desse patrimônio criado com a ajuda de Mussolini vem crescendo até atingir os 500 milhões de libras.



Em 2006, no auge da mais recente bolha imobiliária, o Vaticano investiu 15 milhões de libras desse dinheiro para adquirir o imóvel do nº 30, St. James’ Square. Outros imóveis britânicos controlados pela igreja ficam em 168 New Bond Street e na cidade de Coventry. O Vaticano também controla edifícios de apartamentos em Paris e na Suíça.

O aspecto surpreendente da história, para alguns, será o esforço do Vaticano para preservar o sigilo sobre os milhões de Mussolini. O edifício da St. James’ Square foi adquirido por uma empresa chamada British Grolux Investment, que detém outros imóveis no Reino Unido.

O registro de empresas britânico não revela os verdadeiros proprietários da empresa e não menciona o Vaticano. Menciona dois acionistas nominais, ambos proeminentes executivos bancários católicos: John Varley, que até recentemente presidia o Barclays Bank, e Robin Herbert, ex-executivo do banco de investimento Leopold Joseph.

O Guardian enviou cartas a ambos perguntando a quem eles representavam, mas não recebeu respostas. A lei britânica permite que os verdadeiros proprietários de uma empresa sejam protegidos por sócios nominais.

Banqueiro


Mussolini e Hitler

Os investimentos com o dinheiro de Mussolini no Reino Unido são controlados hoje, em companhia de outras propriedades europeias e de uma subsidiária de câmbio, por um funcionário do Vaticano em Roma, Paolo Mennini, que opera como banqueiro de investimento do papa.

Mennini comanda uma divisão especial do Vaticano, a divisão extraordinária da Amministrazione del Patrimonio della Sede Apostolica, que administra o chamado “patrimônio da Santa Sé”.

De acordo com um relatório do Conselho da Europa no ano passado, que investigou os controles financeiros do Vaticano, os ativos controlados pela divisão de Mennini superam € 680 milhões.

Embora o sigilo quanto à origem fascista da riqueza papal pudesse ser compreensível durante a guerra, o que fica menos claro é o motivo para que o Vaticano tenha continuado a guardar segredo sobre suas propriedades em Londres mesmo depois que sua estrutura financeira foi reorganizada, em 1999.

O Guardian perguntou ao representante do Vaticano em Londres, o núncio apostólico Antonio Mennini, por que o papado continuava a manter tanto segredo sobre seus investimentos imobiliários na cidade. Também perguntou em que o papa gastava a receita gerada por eles.

Confirmando sua tradição de silêncio sobre o tema, um porta-voz da Igreja Católica afirmou que o núncio nada tinha a declarar.

Fonte: Folha e Verdade Gospel

Justiça americana condena Burger King a pagar multa por discriminação religiosa

A empresa que administra a rede Burger King no Texas, Estados Unidos, foi condenada a pagar US$ 25 mil para uma ex-funcionária demitida por ser de igreja pentecostal que proíbe mulheres de usar calças.

A funcionária Ashanti McShan se recusou a usar a calça do uniforme no primeiro dia de trabalho, isso em agosto de 2012, e acabou sendo demitida. A justiça entendeu que houve discriminação religiosa e pediu para que a jovem fosse indenizada.

McShan afirma que assim que realizou o teste para entrar na empresa conversou com o gerente da franquia local explicando seus motivos para não usar calças e ele afirmou que não teria problemas, que ele poderia usar saias, pois ocuparia a função de caixa.

A jovem acabou sendo enviada para outra loja da franquia onde o gerente não teve a mesma compreensão, gerando conflito e demitindo a funcionária recém-contratada.

Com a decisão do processo movido pela Equal Employment Opportunity Comissão (EEOC) ficou acordado também que a rede Burger King do Texas publicará sua política contra a discriminação religiosa nos quadros de avisos das lojas. Outra medida tomada para evitar casos parecidos será levar os gerentes para treinamentos.

Fonte: Huffington Post e Gospel Prime

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

BBB: ‘Ainda faço sexo na frente dos meus filhos’, diz Dhomini

Um dos competidores ao prêmio de 1,5 milhão de reais – e ao título inédito de bicampeão do reality show da Globo – Dhomini deixou o programa na noite desta terça-feira (22) sem entender a motivação da sua saída.

Após a eliminação ele conversou com a imprensa e ficou surpreso tanto em saber que era um dos favoritos, quanto ao ser questionado por algumas histórias que contou na casa – e que teriam repercutido negativamente.

Sexo na frente das crianças

O ex-BBB ficou perplexo ao saber da repercussão do caso de que teria mandado arrancar os dentes de um cachorro, após o bicho tê-lo mordido, o que Dhomini afirmou não ser verdade. “Não acredito que perdi essa p* por causa dessa história. É mesmo?”, indagou.

Quando o assunto foi outra história contada por ele e que gerou polêmica – dessa vez o relato de que teria feito sexo com a mulher, Adriana Manata, na frente dos filhos pequenos, Pedro, atualmente com 9 anos, e Victor, de 10 meses – não teve melindres ao afirmar: “Eu faço até hoje. Eu quero saber porque pegou mal. O que que as pessoas tem a ver com isso?”.

Apesar da polêmica, Dhomini tratou o episódio com naturalidade. “O menino nasce e fica no berço ali com a gente. Você acha que acontece o que ali? É assim que funciona a vida de um casal. Não vejo nada de errado nisso não e f*quem achar diferente, quem achar ruim”, afirmou.


Fonte: O Dia/Verdade Gospel

Vídeo gafe: repórter da Globo aparece ao vivo na Record; confira!

A primeira convocação do técnico Luiz Felipe Scolari de 2013 teve um momento inusitado transmitido ao vivo. Repórter da Globo, Tino Marcos apareceu na Record e foi alvo de brincadeiras durante o programa “Balanço Geral”. As duas emissoras estavam posicionadas lado a lado em hotel na Zona Sul do Rio, nesta terça-feira (22), para a coletiva do técnico da seleção brasileira. O repórter da Globo, porém, ficou em frente à câmera da outra emissora.

O apresentador do “Balanço Geral”, Geraldo Luiz não perdoou e brincou: “Tino, você está na Record. Esta câmera é minha: vaza! Avisa para ele que ele está na câmera errada”, disparou Geraldo, que ainda emendou: “Não faça esta cara, não. Você está na Record. Você quer trabalhar na Record?”.
 
Veja o video!


Fonte: O Dia/Verdade Gospel

Tiroteio em igreja evangélica fere uma criança em Belém (PA)

(Foto: Flickr/Trawin)
Por Amanda Gigliotti
Uma criança de oito anos foi baleada na perna na última terça-feira enquanto saia de um culto de uma igreja evangélica (Neo-Pentecostal) localizada na BR-316, em Belém (PA).

De acordo com a polícia, um tiroteio aconteceu no estacionamento do templo por causa de uma briga entre jovens que vinham nos ônibus fretados pela igreja, informou o G1.

Os jovens era pertencentes a gangues rivais dos bairros do Paar e da Cabanagem. Segundo o sargento da polícia, Felipe Silva, essa não é a primeira vez que esse tipo de tumulto acontece.

“Toda vez que eles vêm pro culto se confrontam. Eles se enfiam nas caravanas e de lá praticam essas ações quando encontram os algozes deles”, disse Felipe, de acordo com a mesma publicação.

Um membro da igreja confirmou também que já houve outras confusões. Entretanto, segundo ele, um tiroteio é a primeira vez que acontece.

“Já teve outras confusões, porradas (sic), gritarias e outros tipos de agressões. Mas com tiro foi a primeira vez que aconteceu”, disse ele, que não quis se identificar.

Dois adolescentes foram apreendidos e encaminhados à Divisão de Atendimento ao Menor (Data). Os jovens estavam munidos de duas armas, das quais uma pistola 765 e um revólver calibre 38.

Segundo a família, a criança atingida pela bala está em estado estável no hospital metropolitano.

Fonte: The Christian Post

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

'BBB 13': Inquérito para apurar declaração de Dhomini já foi aberto em Goiás

O delegado Luziano Carvalho, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (DEMA) de Goiás, confirmou ao UOL que um inquérito já foi instaurado na sexta-feira (18) para apurar a declaração polêmica do participante do "BBB13" Dhomini Ferreira.

Na sexta-feira (18), o vencedor do "BBB3" contou a outros participantes da casa que arrancou os dentes da boca de um cachorro usando um machado, o que causou revolta nas redes sociais.

"Nós instauramos o inquérito na sexta. O promotor [do caso, Juliano de Barros Araújo] me ligou para falar do caso e no minuto seguinte o inquérito já estava instaurado", contou o delegado. Segundo ele, o caso deve começar a ser apurado já na segunda-feira e será tratado com urgência: "Quero dar uma resposta urgente, mas com precisão. Não quero deixar isso passar de uma semana".

A investigação vai apurar se houve de  fato maus-tratos ao animal e também se Dhomini fez apologia aos maus-tratos, ao contar a história em rede nacional. "Trabalho desde o primeiro momento com isso [a apologia]. Um acusado não precisa produzir prova contra si. Então se ele não fez, como vai falar que fez? Ele é uma referência, um ídolo", declarou Carvalho, que classificou a declaração como "lamentável".

Em entrevista ao UOL, o promotor Juliano de Barros Araújo  deu a entender que Dhomini poderia ser chamado para depor mesmo durante sua participação no "Big Brother Brasil". Carvalho, porém, diz não achar que um depoimento de Dhomini seria essencial ao caso. "Nós temos de trabalhar com fatos. E ele tem o direito de não depor contra si. Então eu não vejo o que essa oitiva do Dhomini nos traria esse momento".

Irmão nega maus-tratos
Procurado pela reportagem do UOL, Romeu Fontes, irmão de Dhomini, disse que a declaração é mentira do brother. "Isso é invenção dele. Ele deve ter dito isso só por causa da polêmica", declarou.

De acordo com Romeu, o irmão nunca teve problemas com animais. "Nós vivemos juntos por muitos anos, trabalhamos juntos e ele nunca fez nada disso. Temos cachorros até hoje e são todos muito bem tratados".

A repercussão do caso foi considerada "bem negativa" por Romeu, que lamentou a frase de Dhomini: "Foi um comentário infeliz, uma infantilidade".

O irmão também desmentiu a declaração de Dhomini de que teria tido sua primeira vez com uma égua. "Isso é conversa fiada, de menino de roça. Ele mantem muito a raiz". Segundo o ex-BBB contou na casa, dois amigos tiveram que ajudar durante o ato. Um deles teria segurado a égua enquanto o outro fazia vigilância, para evitar que o seu pai visse.

Mais sobre o caso
A frase polêmica foi proferida por Dhomini a Natália, André e Yuri. "Na terceira vez que ele me mordeu eu não aguentei e tirei os dentes da boca dele". Dhomini explicou que segurou a corrente do animal, pegou um machado e extraiu os dentes dele. "Aí ficou meu amigo, 'o banguela'. Ele ria para mim só com uns caquinhos do dente". Segundo o goiano, o cachorro ainda viveu mais "uns cinco anos".

Nenhum dos brothers que ouviram a história riram. Yuri comentou: "Cachorro ruim não morre, não". Logo em seguida, saiu da cozinha.

Nas redes sociais, internautas manifestaram indignação à frase do campeão do "BBB3" e pediram para que ele fosse acionado pela Justiça.

Fonte: Tribuna hoje

Vitor Belfort oferece a Sonnen um “encontro precoce com satanás”

Após Vitor Belfort ter vencido Michael Bisping no combate do UFC São Paulo na noite deste sábado (19), deu uma entrevista coletiva onde pediu uma revanche contra Jon Jones. Também criticou o falastrão Chael Sonnen, chamando-o de “palhaço”.

Poucas minutos depois, a réplica do norte-americano Sonnen veio durante sua participação em um programa de TV a cabo, comentando a luta.

“Deixe-me ser bem claro e falar direto com você Vitor: você está dizendo ao mundo que gostaria de conhecer Jesus. Eu ficaria feliz em providenciar essa viagem. Mas, primeiro, vou me livrar de Jon Jones. Mas você está próximo. Deixe-me ser claro: Vitor, eu aceito. Não se engane sobre isso. Você me desafiou por duas vezes, uma depois de eu ter assinado um contrato para lutar contra Anderson Silva e outra quando você sabe que eu estou ocupado com Jon Jones. Eu aceito”, disse o lutador que já teve problemas com lutadores brasileiros no passado.

Sonnen se prepara para disputar o cinturão da categoria meio-pesado contra Jon Jones no UFC 159, dia 27 de abril.

A tréplica de Belfort veio através de sua conta no Twitter “Você não tem o poder de enviar-me a Jesus, mas eu posso arranjar seu encontro precoce com Satanás”, escreveu no microblog.






Não é a primeira vez que a fé cristã de Belfort gera críticas de outros lutadores, o próprio Bisping o provocou na semana passada por ser “tão religioso” e, mesmo assim, lutar dopado.

Fonte: Gospel Prime

Após lipo e UTI, candidata a Miss deixa tudo para evangelizar

A candidata a Miss Amazonas, Luciana Souza, de 21 anos, que foi parar na UTI após fazer uma lipoaspiração, abandonou o concurso de beleza. A jovem diz acreditar que passou por um milagre divino e agora cumpre agenda contando o seu depoimento em igrejas evangélicas de Manaus. Em entrevista ao G1, Luciana falou sobre os dias que passou no hospital, o medo que sentia de morrer e como foi deixar o concurso.

Em dezembro, a jovem foi internada na UTI por insuficiência respiratória após passar por uma cirurgia de lipoaspiração. Ela ficou hospitalizada por 11 dias. “Foram os dias mais difíceis que já passei em toda a minha vida, mas minha mãe sempre foi muito ligada a Deus e estava me dando toda a força”, contou.

Segundo Luciana, nos dias na UTI, a fé foi essencial para sua cura. “Minha mãe chegou na UTI e eu disse ‘mãe, eu vou morrer’. Na mesma hora, ela falou que eu não ia partir porque Deus tinha um propósito para a minha vida. A partir desse momento, passei a orar todos os dias e o medo de morrer foi embora”, relatou.

Após sair do hospital, veio a decisão: a candidata, que já havia participado do concurso e ficou em 4º lugar em 2012, escolheu abandonar o Miss Amazonas 2013. “Eu acredito que Deus tenha outros planos para mim. Nada do que aconteceu foi simples, mas acho que teve seu propósito. Entendi como um recado de Deus. Era como se ele me falasse que tudo tem uma hora de parar, e que tem planos maiores para a minha vida”, disse.

Para o futuro, a jovem destacou que é preciso “seguir os traços que Deus fez para sua vida”. “Quando a gente recebe um milagre desses é preciso compartilhar a história. Muitos pensam que Deus não escuta nossas orações, mas ele escuta sim. Acho que posso mudar outras vidas com minha história”, falou Luciana.

Luciana já participou de três cultos, e está com a agenda lotada para evangelizar em igrejas nas próximas semanas. “Me perguntaram se fiquei triste por sair do concurso. Não estou triste, estou mais alegre porque ganhei uma nova vida”, contou.

Apesar das complicações, Luciana disse que não se arrependeu de ter feito a lipoaspiração. “Todo mundo pensa que fiz a cirurgia para o concurso, mas, na verdade, era um sonho meu que alimentava desde os meus 15 anos. Como eu estava no concurso, foi uma ‘forcinha’ a mais para fazer”, confessou. E ela completou: “tinha que ter acontecido isso. Deus tem um plano para tudo. Se essa foi a forma que ele encontrou para me avisar e mostrar o plano maior que tem pra mim, eu aceitei”. No entanto, cirurgias plásticas não estão mais nos planos da jovem. “A mulher nunca está satisfeita. Eu queria ter a tal da cinturinha, ela já está aqui, então estou satisfeita. Não preciso mais passar por isso”.

Questionada sobre o papel do concurso em sua vida, a acadêmica de Direito e Letras elogiou o Miss Amazonas. “A jornada de candidata exige muito, mas amadureci bastante com todo o processo. No dia 22, vou estar lá acompanhando a escolha da nossa representante. Não tenho uma favorita, vou torcer para quem brilhar mais”.

Luciana Souza mandou ainda um recado para as jovens de todo o país. “Eu queria dizer para todo mundo que é muito importante ter um sonho. Apoio as meninas que sonham em ser miss. É bom ter um objetivo, mas sempre devemos colocá-los perante a Deus para ver se são os mesmos dele para nós”, finalizou.

Fonte: G1

Pr. Silas desmente ‘safadeza’ da Forbes sobre sua renda

A sucursal brasileira da revista norte-americana Forbes publicou uma reportagem onde enumera os cinco pastores mais ricos do Brasil. Em primeiro lugar está o bispo Edir Macedo (Igreja Universal do Reino de Deus), cuja renda divulgada pela revista é de aproximadamente US$ 950 milhões.

Em segundo lugar aparece o nome do apóstolo Valdemiro Santiago (Igreja Mundial do Poder de Deus), com uma fortuna estimada em US$ 220 milhões, de acordo com a Forbes.

Na terceira colocação surge o nome do pastor Silas Malafaia, cuja fortuna é estimada em US$ 150 milhões, de acordo com a revista.

O Líder e fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, missionário R. R. Soares, ficou em quarto lugar com um patrimônio estimado em US$ 125 milhões.

Na quinta posição ficou o casal Apóstolo Estevam Hernandes Filho e bispa Sonia Hernandes, ambos líderes e fundadores da Igreja Renascer em Cristo, com fortuna de aproximadamente US$ 65 milhões.

A Forbes informou que os dados obtidos para esta reportagem foram concedidos através do Ministério Público e pela Polícia Federal.

Pr. Silas responde

Existe um jogo muito bem organizado para denegrir pastores evangélicos a fim de que a sociedade tenha uma ideia de que pastor é um malandro usurpando dinheiro de imbecis e idiotas a fim de se locupletar.

Como sou psicólogo, aprendi que para a mente humana acreditar em alguma coisa são necessárias várias repetições. Se você não tem consistência na sua mente sobre a verdade, uma mentira várias vezes repetida para você, passa a ser uma verdade no seu processo mental. E é este o jogo: construir um preconceito da sociedade em relação a pastores e as igrejas evangélicas.

Estão com um medo danado do nosso crescimento.

Agora deixa eu desmentir essa “safadeza” inescrupulosa da Forbes Brasil em relação a minha renda:

1- Eu sou o pastor que nunca neguei informação a nenhum veículo de mídia, tanto é que meu patrimônio, receita da Associação Vitória em Cristo, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, da Editora Central Gospel, já foram publicadas por diversas entrevistas que dei, entre as quais, as páginas amarelas da revista Veja.

2- Não tenho medo, nem o que esconder do meu patrimônio, porque tudo o que possuo foi constituído de maneira legal, tanto diante da lei dos homens, quanto das leis de Deus. E mais, há 25 anos não recebo salário de pastor, não que seja errado ou pecado. A Bíblia diz que digno é o obreiro do seu salário. Foi uma decisão de foro íntimo da minha relação pessoal com Deus.

3- Se juntarmos a receita da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, QUE NÃO É MINHA, mais a receita da Associação Vitória em Cristo, QUE NÃO É MINHA, com mais o faturamento da Editora Central Gospel, que é minha propriedade, e mais as ofertas voluntárias que recebo por palestras dadas, somando tudo isto, não dá a metade do que eles anunciaram como receita pessoal minha. É só para vocês verem a safadeza e a cachorrada desses inescrupulosos.

4- Tudo o que tenho de patrimônio pessoal e renda, estão declarados na Receita Federal. Não tenho nada a temer ou a dever. Dizer que a informação da minha renda foi dada pelo Ministério Publico do Brasil e pela Polícia Federal é uma afronta a essas instituições sérias, porque eles não tem autoridade legal para fornecer nenhum tipo de informação como esta. Mais uma vez para provar a mentira desses safados, mediante a isto, entrarei com uma ação judicial contra a Forbes Brasil.

Fonte: Verdade Gospel

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Morre o ator Walmor Chagas aos 82 anos

Walmor Chagas (Foto Nilton Fukuda)
O ator Walmor Chagas, de 82 anos, foi encontrado morto na chácara onde vivia na cidade de Guaratinguetá, no interior de São Paulo, na tarde desta sexta-feira (18). As circunstâncias da morte ainda serão investigadas, mas a polícia disse acreditar que pode ter sido suicídio.

Com mais de 60 anos de carreira, o gaúcho Walmor de Souza Chagas atuou em mais de 40 peças, cerca de 20 filmes e mais de 30 novelas. Era considerado um dos grandes atores do teatro brasileiro.

Segundo o relato de um funcionário ao G1, o caseiro José Arteiro de Almeida, o corpo do artista foi achado caído na cozinha com um tiro na cabeça por volta das 16h30. Almeida disse, por telefone, que, no momento da morte, Walmor estava sozinho dentro da casa. Ele diz ainda que uma empregada e uma cozinheira haviam acabado de deixar o local.

Almeida, que trabalha há 30 anos com o ator, diz que Walmor Chagas não demonstrava nenhum indício de que poderia tirar a própria vida. "Ele apenas relatou nos últimos dias que estava preocupado com o diabetes. As pernas também já não estavam tão firmes, mas ele estava bem", disse.

O tenente Reis, do Corpo de Bombeiros, informou que no momento que a equipe de resgate chegou ao local, o ator estava sentado em uma cadeira na sala, já sem vida, e com uma perfuração na cabeça.

O sítio onde o ator vivia fica no bairro Gomeral, na zona rural de Guaratinguetá. O local é de difícil acesso. Bombeiros dizem que receberam um chamado às 17h15, mas só conseguiram chegar ao local por volta das 18h30. Policiais civis estavam junto com os bombeiros e a Polícia Científica também está no local para a realização da perícia.

Carreira
Walmor Chagas nasceu em Alegrete, no Rio Grande do Sul, em 28 de agosto de 1930. No começo dos anos 50, foi para São Paulo em busca de uma chance no cinema.

Em 1952, Chagas fundou o Teatro das Segundas-Feiras, com Ítalo Rossi, encenando “Luta até o amanhecer”, de Ugo Betti. Ele estreou no Teatro Brasileiro de Comédia em 54, na peça “Assassinato a domicílio”, de Frederick Knott, com direção de Adolfo Celi.

Ao lado de Eva Wilma, o ator estreou no cinema em “São Paulo Sociedade Anônima” (1965), de Luís Sérgio Person, interpretando Carlos, um jovem da classe média. Sua primeira novela foi na TV Globo em 1974, na trama de “Corrida do ouro”.

Em 1992, Chagas chegou a apresentar o programa “Você decide”. Após oito anos afastado dos palcos, o ator retornou em 1999 na peça “Um equilíbrio delicado”.

Seus últimos trabalhos foram “Cara ou Coroa” e “A Coleção Invisível”, no cinema; e as novelas “A favorita” e “Os mutantes”, na televisão. Chagas era viúvo da atriz Cacilda Becker, com quem teve uma filha, Maria Clara Becker Chagas.

A organização do Prêmio Shell de Teatro anunciou no dia 21 de dezembro de 2012 que Walmor Chagas seria o grande homenageado na edição de 2013 do evento, que deve acontecer em março, "por seu papel histórico como ator e produtor em 64 anos de atividade no teatro brasileiro".

Fonte: G1

Lider muçulmano brasileiro ensina como bater na mulher. Veja o video

Dra Wafa Sultan
Baseado nas escrituras, os muçulmanos mantêm as tradições antigas do Oriente Médio para usar em países que protegem a mulher de agressões pela força da lei.
O Alcorão na Surata 4.34 diz: "... àquelas de quem temeis a desobediência, exortai-as, pois, e abandonai-as no leito, e batei-lhes".

Veja o vídeo encontrado no site do CACP:



Veja também o vídeo de Wafa Sultan debatendo com um líder muçulmano sobre a religião que mais mata no mundo. Wafa Sultan, árabe (nascida em 1958 em Banyas, Síria) é uma psiquiatra estadunidense nascida na Síria, conhecida pela sua visão contundentemente crítica com respeito ao islamismo.





Matéria tendenciosa da Veja SP; Pr. Abner rebate e defende Pr. Silas

Pr Abner
Em resposta à tendenciosa reportagem do jornalista João Batista Jr, publicada na Veja SP, tentando denegrir a imagem dos evangélicos, o pastor e advogado Abner Ferreira divulgou um artigo em defesa do pastor Silas Malafaia, vítima do apetite voraz da leviandade jornalística.

Abner Ferreira é advogado e pastor Presidente da Assembleia de Deus de Madureira, Rio de Janeiro, RJ. Presidente da CONEMAD-RJ (Convenção Estadual das Assembléias de Deus do Ministério de Madureira no estado do Rio de Janeiro). Primeiro Vice Presidente do COMERJ (Conselho de Ministros do estado de Rio de Janeiro).

Leia a resposta na íntegra:

Jornalista João Batista Jr.: “o homem errado, no lugar errado”.

Matéria tendenciosa publicada pela Veja São Paulo tentou desconstruir a imagem da igreja evangélica.

“O que mais preocupa não é o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem-caráter, dos sem-ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons”. (Martin Luther King).

“O mundo espera dos cristãos que elevem suas vozes tão alta e claramente, e formulem o seu protesto de tal forma que nem mesmo a pessoa mais simples fique em dúvida quanto ao que estão dizendo”. (Albert Camus)

“Para que o mal triunfe basta que os bons fiquem de braços cruzados”. (Edmund Burke)

A mente humana é a líder ou a precursora de todas as ações.

Nossas ações são os resultados diretos de nossos pensamentos. O problema de muitas pessoas é que seus pensamentos estão enraizados em influências ativistas e malignas; e, não em informações corretas da verdade.

O mestre em deturpar essa verdade é Satanás e ele não tem limites para isso. Usa inclusive jornalista.

Pois é… João Batista Jr. foi descortês, tosco e incivil ao opinar de forma preconceituosa, tendenciosa e discriminatória sobre uma questão religiosa totalmente distante da sua própria realidade. Cometeu uma grande parvoice.

Falo da reportagem publicada pela revista Veja São Paulo e assinada pelo novel jornalista correspondente João Batista Jr., sob o titulo: “Silas Malafaia: o caçador de pastores”. Por maldade congênita, o novel jornalista, participou da quarta edição da Escola de Líderes da Associação Vitória em Cristo (ESLAVEC) e saiu cheio de opinião tendenciosa, preconceituosa e discriminatória sobre o exercício do ministério pastoral, que chamou — demonstrando sua nítida intenção de tentar macular a imagem do pastor Silas Malafaia — de “curso de formação de mão de obra evangélica”.

Conheço o Pastor Silas Malafaia há mais de vinte anos. Tenho a honra de ser um de seus vice presidente do COMERJ (Conselho de Ministros Evangélicos do Estado do Rio de Janeiro). É um esposo e pai de família exemplar (casado há mais de trinta anos com a mesma esposa, pastora Elizete Malafaia), ministro do Evangelho, psicólogo, homem honrado, que sabe honrar e respeitar os amigos, árduo e intransigente defensor da liberdade de expressão, de pensamento, de culto e da crença. Pastor de ovelhas, um apaixonado evangelista pregando diariamente uma mensagem eminentemente Cristocêntrica, levando muitos milhares de almas a Jesus Cristo através das Grandes Cruzadas Evangelisticas realizadas em todo o Brasil e no exterior. Homem de mídia, especialmente a televisão, onde há mais de trinta anos mantém diariamente um programa de televisão evangélico (programa Vitória em Cristo). Quem convive com Pastor Silas Malafaia sabe que ele é avesso a mentiras, rótulos e hipocrisia; mas, ao mesmo tempo, trata-se de um homem cordial e humilde, apesar de conhecer a sua posição no reino de Deus e não abrir mão dela por nada. Por isso, de forma absolutamente voluntária, fiz questão de me manifestar. A omissão, em horas como esta, é, no mínimo, aviltante. Minha consciência não me permite ficar calado e inerte, ao perceber que, nitidamente, o novel jornalista João Batista Jr. tenta desconstruir a imagem da igreja evangélica no Brasil, atacando voraz e frontalmente um de seu digno representante.

Quero ressaltar, de forma clara e inequívoca, que conheço e sou assinante da Revista Veja. Trata-se de um órgão da imprensa escrita da mais alta credibilidade, com serviços prestados a nação brasileira da mais alta relevância. E que tem tratado as organizações e crenças religiosas de maneira imparcial, respeitando a laicidade do Estado brasileiro. Pessoalmente, destaco o excelente jornalista Reinaldo Azevedo, a quem presto solidariedade e respeito, assim como Lauro Jardim, dentre outros renomados jornalistas da Veja Nacional.

Tenho inclusive a impressão que, até mesmo os editores desta conceituada revista ficaram pasmos diante da postura tendenciosa e afobada de seu novel jornalista correspondente. Isto não condiz com a maneira isenta com que estas questões tem sido tratadas pela revista Veja, em relação a comunidade religiosa cristã.

Evidencio isto, porque a pouquíssimo tempo (ano passado), o Pastor Silas Malafaia, foi destacado pela revista Veja Nacional, com uma importante e densa entrevista concedida nas “folhas amarelas”, em âmbito nacional, momento em que foi questionado sobre diversos temas nacionais, inclusive sobre os projetos de lei que atualmente estão tramitando na Camara dos Deputados e no Senado Federal, que contrariam os princípios da livre manifestação do pensamento e da expressão, da crença religiosa e do principio da laicidade no Brasil, tais como o PLC 122 e a reforma do Código Penal Brasileiro.

O Pastor Silas Malafaia tem sido um incansável combatente em defesa da liberdade de culto e da livre manifestação da expressão e do pensamento. Por isto, tem sofrido terríveis e ferrenhos ataques nas audiências publicas em que tem participado como convidado a proferir palestras, sendo sempre tratado de maneira desrespeitosa, jocosa, imoral, discriminatória e preconceituosa pelos ativistas gays e por alguns setores da imprensa brasileira simpatizantes da causa.

O novel jornalista tratou tão bem ao Padre Marcelo Rossi quando deu cobertura a inauguração de seu majestoso Templo. Por que ser tão preconceituoso, discriminatório e difamador para tratar os mais de quatro mil participantes da gloriosa ESLAVEC?

A questão, obviamente, não está em abordar um assunto religioso, mas pela forma como atuou no levantamento de informações. O novel jornalista João Batista Jr. queria mesmo tratar nossa fé cristã como “uma carreira de mercado: promissora e acessível para qualquer pessoa”.

Considerando o histórico dos ativistas em tentar abordar de forma parcial assuntos que não domina, não me surpreendeu os chavões e as frases com a intenção dúbia na abordagem do novel jornalista.

Se o novel jornalista tinha o real interesse em participar da gloriosa ESLAVEC, pergunto: De que igreja evangélica ele é membro? Qual ministério ele pertence? O que ele sabe sobre consagração, separação e ordenação ministerial? A resposta é, por si, um despropósito. Por obvio e conseguinte, afirmo que o novel jornalista escolheu o pior dos caminhos na busca de sua sanha em tentar desconstruir a imagem da gloriosa ESLAVEC e de seu fundador, idealizador e líder, Pastor Silas Malafaia.

O novel jornalista preferiu o anonimato. Mais ainda: de maneira mentirosa e ardil, se inscreveu como sendo um líder evangélico. Qual a razão deste jornalista em usar deste artificio? Queria a busca da verdade real? Estaria a participar de apuração de algum fato delituoso, ilícito e/ou criminoso, que exigiria este artificio?. Por que não se apresentou à direção do evento, requerendo seu credenciamento como jornalista da revista Veja?. Não tenho duvidas que receberia seu credenciamento, assim como outros órgãos da imprensa escrita, falada e televisionada pediram e foram prontamente e respeitosamente atendidos. Por que usar deste artificio a margem da ética jornalística minimamente plausível?

Pois é… Tudo o mais constante, João Batista Jr. foi com a sórdida e má intenção a ESLAVEC e o desconhecimento do assunto religioso confundiu a sua intenção. O que costuma acontecer em casos como esses? A experiência demonstra que suas criticas visaram tão apenas em tentar macular o portentoso evento promovida pela Associação Vitória em Cristo, presidido pelo pastor Silas Malafaia.

A gloriosa ESLAVEC é uma Escola de Treinamento e Reciclagem para Líderes… Então quem participa? Líderes. Mas o que são líderes? Apenas os pastores presidentes de igrejas evangélicas? Somente os pastores dirigentes de congregações? Definitivamente, não.

A liderança evangélica compreende também os lideres coordenadores dos diversos departamentos que compõem as igrejas evangélicas, não somente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, mas também e inclusive das diversas denominações ali presentes.

São os líderes dos departamentos da mocidade, do louvor, dos adolescentes, do departamento infantil, dos esplendorosos círculos de oração, dos professores da escola dominical, dos mestres das classes de novos convertidos, do departamento musical, dos departamentos missionários, dos ministérios de evangelização em massa, evangelização pessoal ou em ar livre, dos capelães hospitalares e, até mesmo do pai e mãe de família tradicional evangélica, pois a igreja começa nas nossas casas.

O Pastor Silas Malafaia é o único líder evangélico, que tenho conhecimento, no Brasil, que atualmente idealiza e promove este tipo de seminário e/ou escola de ministério, com esta visão e abrangência. Antes dele, apenas o Reverendo Billy Graham e o Rev. David Wilkerson, dos EUA, promoveram algo semelhante em décadas passadas.

A intenção precípua da gloriosa ESLAVEC é colaborar com as diversas denominações evangélicas brasileiras na reciclagem ministerial de seus obreiros.

Jamais o Pastor Silas Malafaia teve a intenção de angariar obreiros destas denominações para somar no projeto da igreja onde preside, a Assembleía de Deus da Penha, hoje conhecida como ADVEC. Esta igreja, com mais de setenta anos de história de dignidade, decoro, exemplo e visão missionaria, já foi presidida por grandes e renomados homens de Deus, e, que durante, mais de quarenta anos foi pastoreada pelo meu inesquecível amigo e conselheiro Pastor José dos Santos, de saudosa memória. Após sua promoção ao Céu, o Pastor Silas Malafaia foi eleito por unanimidade pelos membros da ADVEC, como seu novo pastor presidente.

A gloriosa ESLAVEC, recebeu como inscritos regularmente grandes líderes presidentes de outras denominacões evangélicas, das quais cito alguns: 1) Pastor Jabes de Alencar, pastor presidente da Assembleia de Deus do Bom Retiro e do Conselho de Pastores de São Paulo; 2) Josué Gomes, pastor presidente da Igreja Ministério Plenitude; 3) Marco Gregório, pastor presidente da igreja Ministério Apascentar; 4) Jorge Linhares, pastor presidente da igreja Batista Getsêmani e atual presidente do CIMEB (Conselho Interdenominacional dos Ministros Evangélicos do Brasil); 5) Marco Antonio Peixoto, pastor presidente da Comunidade Internacional da Zona Sul; 6) Samuel Câmara, pastor presidente da Igreja Mãe das Assembleias de Deus no Brasil em Belém, Pará; 7) Estevão Fernandes, pastor presidente da Primeira Igreja Batista de João Pessoa – Paraíba; 8) João Brito, pastor presidente da Igreja Batista de Vitória – Espirito Santo; 9) Flamarion Rolando, Pastor presidente da Primeira Igreja do Evangelho Quadrangular em Governador Valadares, Minas Gerais; 10) Maycon Abud, pastor presidente Igreja Embaixada do Reino, em Balneário Camboriú, Santa Catarina.

Estes são apenas alguns dos líderes evangélicos que participaram e participam ativamente da gloriosa ESLAVEC promovida pela Associação Vitória em Cristo, presidida pelo seu fundador pastor Silas Malafaia.

Com certeza, se o novel jornalista tivesse realmente a honrosa intenção de promover uma matéria isenta na busca da verdade real, jamais se esqueceria de, ao menos, citar alguns destes eminentes homens de Deus.

A VERDADE É QUE A SUA PAUTA JORNALÍSTICA JÁ ESTAVA PREVIAMENTE ACORDADA: VISAVA TÃO APENAS TENTAR DESCONSTRUIR A IMAGEM ESLAVEC E DO PASTOR SILAS MALAFAIA.

Faço aqui uma nota, à margem, antes que continue: O Pastor Silas Malafaia, através da Associacao Vitória em Cristo, investiu cerca de R$ 4 milhões para promover a gloriosa ESLAVEC, jamais pensando de maneira exclusivista em formar apenas líderes para sua igreja e ministério.

Na verdade, em temos proporcionais, o número de participantes membros da Assembleia de Deus Vitória em Cristo foi insignificante comparado ao de todas as outras denominações evangélicas.

Além disso, este evento jamais foi patrocinado pela Assembleía de Deus Vitória em Cristo, pois isto simplesmente seria inexeqüível, mas pela Associação Vitória em Cristo, entidade para-eclesiástica, sabiamente presidida pelo Pastor Silas Malafaia a mais de trinta anos, e, que tem milhares de colaboradores, das mais diversas denominações evangélicas, e até mesmo não evangélicos, que apreciam, respeitam e se solidarizam com os propósitos desta conceituada entidade eclesiástica, que tem prestado relevantes serviços a nação brasileira na area social e evangelística, dentre outras.

Foram milhares de obreiros evangélicos que participam deste evento sem precisar fazer qualquer investimento financeiro.

Intuo que o repórter não quis investigar estas questões, por pura malvadeza. Já tinha montado uma pauta em sua mente — buscar desconstruir a imagem do glorioso evento e de seu principal líder e idealizador, pastor Silas Malafaia.

Atenção, meus caros! Não vou aqui debater como é a formação de líderes em igrejas neopentecostais, mas definitivamente o novel jornalista João Batista Jr. foi o homem errado no lugar errado.

A ESLAVEC não é a primeira nem a última escola visando a reciclagem de líderes evangélicos. A grande maioria das igrejas promovem estas escolas em suas denominações, dentro de suas particularidades. O objetivo não é qualificar “mão de obra”, mas ajudar a capacitar as pessoas a lidar com conquista de almas para Jesus Cristo.

Isso não significa que todos são ou serão pastores. Na verdade, tomando por exemplo, as Assembleias de Deus, da qual participo desde meu nascimento, tem vários cargos eclesiásticos, cada um com sua função e area distinta de atuação, e, diga-se de passagem, todos os pastores, via de regra, devem passar por cada cargo e ministério eclesiástico até chegar ao almejado pastorado. Partindo de auxiliar, cooperador, diácono, presbítero, evangelista, até o tão glorioso cargo de pastor.

É imperioso afirmar, a esta altura, de maneira categórica, que a gloriosa ESLAVEC jamais pretendeu nem pretende substituir os cursos de formação teológica, exigidos para a ordenação de ministros em igrejas sérias, como a Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Aliás, o Pastor Silas Malafaia foi professor de diversas matérias teológicas no IBP (Instituto Bíblico Pentecostal), um dos mais antigos e respeitados Seminário Maior de ensino teológico no Brasil.

Pois é… João Batista Jr. escreve sobre os evangélicos como se conhecesse e frequentasse uma igreja cristã no seu dia a dia.

Na verdade, o novel jornalista parlapatou cheio de opinião sobre um tema que não lhe diz respeito e que, de maneira amadorística, demonstrou total desconhecimento. Enganou-se ao supor que ministério pastoral é emprego acessível a qualquer público.

Um verdadeiro pastor jamais exerce sua chamada ministerial visando amealhar os lucros ou prejuízos financeiros, mas seu enfoque e ênfase busca alcançar a maior quantidade de almas, de vidas transformadas pelo poder regenerador e transformador da Palavra de Deus, — isso o novel jornalista João Batista Jr. só vai entender quando se arrepender e se converter ao genuíno Evangelho de Jesus Cristo.

Com sua atitude de anonimato, parece que estava indo a um evento ilegal, imoral ou criminoso. Normalmente o repórter usa este artificio de se ocultar, para não ser identificado com medo de represálias… Com esta impensada atitude tentou passar esta ideia.

Mas o que o novel jornalista presenciou foram pessoas simples, amorosas, honradas, que não bebem álcool nem fumam drogas, com a Bíblia na mão, cheios do Espírito Santo, cantando, testemunhando, compartilhando sua comunhão e conversão a Jesus Cristo.

Os R$ 700,00, o novel jornalista João Batista Jr. pagou porque quis. Por ventura assinou alguma ficha afirmando que ia a um curso teológico? Recebeu algum diploma ao final do curso atestando que estava graduado e preparado a pretender algum cargo ministerial em alguma igreja evangélica? Ora, senhores leitores, se haviam pastores presidentes de grandes denominações evangélicas, entre os participantes da gloriosa ESLAVEC, logo, então, é crivel, lógico e evidente que aquele não era um curso de formação de pastores. Entendem o meu ponto de vista?

Por inabilidade e falta de acuidade jornalística, infelizmente, o novel jornalista João Batista Jr. se esmerou tanto em promover a desvalorização da ESLAVEC e de seu idealizador, pastor Silas Malafaia, que confundiu tudo.

A Associação Vitória em Cristo é quem promove a ESLAVEC, gratuitamente para diversas denominações. A igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, presidida pelo pastor Silas Malafaia, é apenas mais uma participante.

Enquanto o pastor Silas Malafaia preside a igreja a cerca de 3 anos, quando foi eleito por unanimidade pela assembleia geral da mesma; também é o fundador, idealizador e presidente da Associação Vitória em Cristo há mais 30 anos. Uma é totalmente distinta da outra.

Não obstante o vexame, João Batista Jr. demonstrou em sua narrativa um forte preconceito e discriminação contra os mais de quatro mil participantes da gloriosa ESLAVEC, com a nítida intenção de ridicularizar os evangélicos.

Afirmar categoricamente que os participantes da ESLAVEC estavam interessados apenas em transformar a vocação em um trabalho remunerado? De onde ele tirou estas falácias? Por que fez questão de mencionar a “calça tergal”? Qual a intenção em dizer que uma participante “bufava” por conta dos mosquitos? Só há uma resposta: tentar desconstruir a imagem dos participantes. Gente honrada, sérias no seu viver, pais honrados, cristãos sinceros a busca de uma maior comunhão com Deus e aprofundamento no estudo da Bíblia Sagrada, livro guia e regra de fé e prática do verdadeiro cristão.

O jornalista João Batista Jr., a meu ver, estava na ESLAVEC a serviço de um ativismo. Basta ler suas declarações e filtrar suas intenções.

Outro fato: Qual evento, seja secular ou evangélico, de grande porte, que não apresentará stands com diversos materiais para exposição e venda? O que quis dizer com “adultério e prática homossexual” serem práticas imperdoáveis? Jamais, em momento algum, este assunto foi tratado na ESLAVEC.

Fique tranquilo, novel jornalista ativista: este assunto estamos tratando no foro competente: as audiências públicas nas Casas de Leis em Brasília. Não iremos esmorecer. Matérias tendenciosas, preconceituosas e discriminatórias como esta, só estimulam ainda mais nossa caminhada rumo a enterrar estes malfadados e malvados projetos de Lei que tentam instituir o delito de opinião e a cristofobia. O preconceito religioso é o mais vil dos preconceitos. Atitudes discriminatórias serão prontamente respondidas nos foros competentes.

Outro fato: Qual foi sua real intenção ao comparar, de maneira jocosa, a altura (estatura física) do nobre pastor americano T.D. Jakes, da Potter’s House, de Dallas (um incontestável grande líder eclesiástico dos EUA, e pastor sênior de uma das maiores igrejas evangélicas dos Estados Unidos), com a do tradutor, pastor Gidalti de Alencar, um dos maiores intérpretes que este Brasil tem? A intenção era uma só: tentar desconstruir e desmerecer a imagem dos evangélicos.

Ora, ficou evidente a maldade e a cristofobia na matéria tendenciosa, preconceituosa e discriminatória assinada pelo novel jornalista correspondente da Veja São Paulo, ao concluir destacando a preocupação com o crescimento da igreja. Se não tem como frear o crescimento dos evangélicos, então tem de tentar desconstruir a imagem dos evangélicos.

O novel jornalista definitivamente fez uma salada venenosa ao concluir colocando todos, neopentecostais e igrejas tradicionais, em um mesmo balaio. A intenção é, — já disse — desconstruir a imagem dos evangélicos.

Por derradeiro, proponho e peço, humildemente, aos nobres colegas obreiros desta nação evangélica brasileira, e também, pastores presidentes de outras denominações evangélicas, homens sérios e íntegros, que demonstrem através de pronunciamentos, nosso inconformismo com atitudes preconceituosas e discriminatórias contra a igreja evangélica no Brasil.

Não esqueçamos do magistério de Agostinho: “Nas coisas essenciais, UNIDADE. Nas coisas não essenciais, LIBERDADE. Em todas as coisas, CARIDADE”.

“As pessoas nos dão o tratamento que nós autorizamos”. Por isso, de maneira veemente, rechaço totalmente a inverossímil, maldosa, maligna, tendenciosa, preconceituosa e discriminatória matéria jornalística.

“Tratai todos com honra, amai os irmãos, temei a Deus, honrai o rei” (1 Pe 2.13-17).

Tenho dito,

Deus seja louvado.

Deixe sua opinião no OMG News

Fonte: Verdade Gospel

Evangélicos divulgam abaixo-assinado contra a legalização da prostituição

Por Amanda Gigliotti
Fazendo frente ao projeto de legalização da prostituição no Brasil, cujo o autor é o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), líderes evangélicos se esforçam para divulgar um abaixo-assinado contra o projeto no Twitter.

“Nos ajude a divulgar e promover o abaixo assinado contra a legalização da prostituição”, escreveu o deputado evangélico Marco Feliciano, usando a hashtag #ForaPLGabriela.

"Dignidade às mulheres diga não a legalização da profissão de cafetão #Assine #ForaPLGabriela http://migre.me/cQ5Yl17", escreveu Marisa Lobo.

O abaixo-assinado exorta que as políticas públicas sérias deem oportunidades a essas mulheres, que as protejam não as condicionem a acreditar que vender seu corpo é a única oportunidade que tem na vida.

Os aderentes ao abaixo-assinado acreditam que essa tentativa (de legalizar a prostituição) é de pessoas que não pensam na mulher como ser humano e sim como objeto sexual.

“(Acreditamos) Que este projeto não protege a mulher e sim a coloca definitivamente em uma condição sub-humana.”

O abaixo-assinado também alega que os promotores do projeto são "aproveitadores que querem repercussão internacional e estão usando 'motes' de proteção a mulher de forma irresponsável".

“(...) negando à mesma, a oportunidade de mudar e não entrar nessa vida degradante aceitando ser esta, a única oportunidade de ganho financeiro."

O projeto batizado de lei Gabriela prevê a legalização da profissão de prostitutas, contemplando mulheres, travestis e garotos de programas, todos maiores de 18 anos.

Segundo Wyllys, o autor do projeto, a prostituição não é crime, mas sim a casa de prostituição. Ele alega que o foco é na legalização das casas de prostituição de maneira que as prostitutas não sejam exploradas mas que tenham dignidade e proletariado.

“Eu não quero incentivar a prostituição, as prostitutas existem, elas estão aí prestando serviço, e, se há um serviço, há demanda. A sociedade que estigmatiza e marginaliza a prostituta é a mesma sociedade que recorre a ela”.

A questão entrou na pauta de debates com a chegada dos eventos da Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas de 2016, quando espera-se que haja uma grande demanda por “profissionais do sexo” e exploração sexual.

Entretanto, para o deputado estadual e pastor, Carlos Henrique (PRB), a legalização da prostituição é o caminho mais fácil para mostrar a incompetência de um governo.

“Agora querem liberar tudo. O Fernando Henrique Cardoso quer liberar as drogas. Acho que seria temerário legalizar uma profissão como esta, ligada ao submundo do tráfico de drogas e de mulheres. O Estado precisa de fato dar algum amparo e algum acompanhamento. Essas pessoas não devem ser marginalizadas e abandonadas pelo Estado. Mas não acredito que a legalização seja a saída”, afirmou ele em um discurso anterior.

O argumento de Jean Wyllys de que 60% da população masculina do Congresso Nacional faz uso dos serviços das prostitutas gerou ainda mais reações contrárias.

"Esse comentário é deselegante. É uma ofensa como a afirmação do ex-presidente Lula, quando disse que havia 300 picaretas no Congresso. Se ele ( Wyllys ) diz que tem 60%, então que os identifique", rebateu Rubem Bueno, líder do PPS na Câmara.

Fonte: The Christian Post

Escola de samba vai mostrar Deus como anfitrião de uma balada para pecadores

O tema da escola de samba Mocidade Alegre para o Carnaval 2013 é a tentação e tanto o enredo quanto as alas vão levar o publico a se entregar ao pecado sem ser condenado ao inferno, pelo contrário, uma ala representará a redenção como uma balada.

“Haverá sete alas representando os sete pecados capitais, seguidas pelo céu, que é a própria redenção. O carro, porém, não vai mostrar um céu convencional. Ele vai virar uma balada para mostrar porque é tão gostoso pecar e ir para lá”, explica o carnavalesco Sidnei França ao portal G1.

Nesse céu haverá anjos DJs, guitarras no lugar de harpas, São Pedro como o responsável por checar o nome na lista e Deus como anfitrião da festa.

Mas mesmo tendo estes elementos ligados à religiosidade, a apresentação da escola paulista não está focada na fé e terá também personagens de contos infantis. Em uma das alas, a Chapeuzinho Vermelho será uma jovem “periguete”, o Lobo Mal será bom e a Vovózinha vira “dark”.

Outra história infantil desconstruída nessa apresentação carnavalesca será a da Branca de Neve. “Vamos ter uma Branca de Neve cozinhando criancinhas no caldeirão, com seus comparsas, os sete ladrões. É uma mistura de Branca de Neve com Família Addams, bem sombrio”, diz França.

A proposta do tema é questionar as verdades de histórias transmitidas de geração em geração e assim recriar dogmas da humanidade. “De tudo aquilo que nos foi contado ao longo dos tempos, até que ponto podemos ser donos dos nossos caminhos e das verdades que nos são apresentadas? Assim, a nossa proposta é nos tornarmos donos dessas histórias e mudarmos esses finais”, afirma o carnavalesco.

Fonte: Gospel Prime

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Wyllys diz que 60% dos homens do Congresso se envolvem com prostitutas

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), que apresentou um projeto de lei na Câmara para regularizar a profissão das prostitutas no país, afirmou nesta terça-feira (15), em entrevista ao iG , que a proposta deve ter mais chances de ser aprovada no Congresso do que a da criminalização da homofobia.

“As prostitutas, embora estigmatizadas e marginalizadas, são uma categoria menos odiada que os homossexuais. E tem outro fator, eu diria que 60% da população masculina do Congresso Nacional faz uso dos serviços das prostitutas, então acho que esses caras vão querer fazer uso desse serviço em ambientes mais seguros”.

O deputado espera que a proposta seja aprovada antes da Copa do Mundo e da Olimpíada. “O projeto é urgente, sobretudo às vésperas dos grandes eventos (…) e não vamos ser ingênuos de achar que os turistas não vão demandar por esse serviço sexual. Então, as prostitutas têm de ter um ambiente seguro para prestar esse serviço ”, afirmou o deputado.

Deixe o seu comentário no OMG News.

Fonte: iG e Verdade Gospel

Mulher ganha causa por discriminação religiosa na Inglaterra

O Tribunal Europeu de Direitos Humanos julgou nesta terça-feira (15) o caso de Nadia Eweida que em 2006 foi impedida de trabalhar usando uma corrente com pingente de cruz. Ela entrou na justiça com uma ação que foi levada até a última instância onde ela conseguiu ganhar a causa podendo ter o direito de usar o símbolo religioso.

Eweida é funcionária da companhia British Airways e trabalhava no balcão de check-in do aeroporto de Heathrow quando foi obrigada a voltar para casar depois de se recusar a retirar ou cobrir o crucifixo.

Depois que este caso ganhou repercussão mundial a companhia aérea mudou suas regras internas dando aos trabalhadores o direito de expressarem suas crenças religiosas, mas a ação tanto contra a empresa como ao governo britânico já estava em andamento.

No mesmo dia o Tribunal Europeu de Direitos Humanos julgou os casos similares que aconteceu com outras três pessoas: a enfermeira Shirley Chaplin, 57 anos, que foi impedida de usar um colar com cruz no trabalho, o conselheiro matrimonial Gary McFarlane, 51 anos, que não aceitou fazer terapia com casais gays e foi demitido, e a secretária Lillian Ladele que se recusou a realizar cerimônias de união civil entre pessoas do mesmo sexo.

Ao julgar todos estes casos os juízes definiram que as empresas privadas terão que reconsiderar a forma como tratam os direitos de seus funcionários quando o assunto for fé a expressão dessas crenças.

A decisão foi tomada em cima dos artigos 9 e 14 da Convenção Europeia dos Direitos Humanos que protegem os direitos de “liberdade de pensamento, consciência e religião”. Outro argumento usado pelos juízes para dar causa ganha aos trabalhadores foi a discriminação religiosa.

Fonte: Gospel Prime

Ministério Público denuncia Zezé Polessa com base no Estatuto do Idoso

A atriz Zezé Polessa será investigada em inquérito policial por suspeita de crime contra o Estatuto do Idoso. A Promotora de Justiça Christiane Monnerat determinou que a 32ª DP (Jacarepaguá) investigue a conduta da atriz, que destratou o motorista Nelson Anderson Lopes, de 63 anos, durante o trajeto para o Projac, na última segunda-feira. Após o ocorrido, Nelson deu entrada no Hospital Lourenço Jorge, na Barra, com infarto e morreu uma hora depois.

De acordo com a promotora, a investigação é alheia à vontade da família da vítima. “Eu, na condição de promotora, sou obrigada a investigar o caso. Preciso ouvir as testemunhas e a investigada (Zezé Polessa)”. Monnerat citou o primeiro parágrafo do artigo 96 do estatuto, que trata de humilhação, menosprezo e discriminação ao idoso e cuja pena prevê reclusão de seis meses a um ano e multa. A promotora disse, também, que, se for comprovado que a atriz tinha conhecimento da condição de cardiopata da vítima, ela pode ser denunciada por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar). Monnerat esclareceu, ainda, que uma condenação traria benefícios para a família do motorista. “Se houver a condenação, a sentença serve de título para a família de Nelson receber indenização no juízo cível”, diz ela.

‘Eu não quero acusar a Zezé de nada, mas o que ela fez contribuiu, sim, para a morte dele’

Luciana Lopes, de 30 anos, filha de Nelson, conversou ontem com a coluna. Segundo Luciana, Nelson saiu para trabalhar na segunda-feira de manhã contra a vontade dela. “Ele não estava se sentindo muito bem e eu pedi que ele ficasse em casa. Mas meu pai teimou. Disse que ia buscar a Zezé Polessa rapidinho e que por volta do meio-dia já estaria em casa. Só que ele não voltou”, revelou. Luciana contou ainda que o pai ligou pra ela avisando que estava passando mal.

“Ninguém o socorreu. Ele foi sozinho até o Lourenço Jorge. Eu estava conversando com ele e ele me disse que não sabia se ia aguentar chegar até o hospital. Eu não quero acusar a Zezé de nada, mas o que ela fez contribuiu, sim, para a morte dele. Meu pai tinha pressão alta e acredito que ele tenha se sentido constrangido com a situação, o que agravou seu estado de saúde”, afirmou. Luciana disse que não tem vontade de encontrar Zezé Polessa. “Hoje, eu não gostaria de encontrar essa pessoa. Mas, se eu a encontrasse, pediria para ela rever as atitudes dela com os funcionários. Essa não foi a primeira vez que meu pai atendeu a atriz. Será que toda vez ele errou o caminho? Ou ela resolveu puni-lo por um único erro?”, desabafou. A filha do motorista também disse que seu pai tinha deixado a profissão de taxista para prestar serviço à Globo e estava satisfeito com o novo trabalho: “Meu pai estava muito feliz trabalhando com essa gente que eu nem quero conhecer”.

Nelson foi sepultado na tarde da última terça-feira, no Cemitério de Inhaúma. As despesas com o enterro foram pagas pela Globo. A atriz ainda não fez nenhum contato com a família do motorista.

Fonte: Leo Dias

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Petrópolis cancela carnaval para investir em saúde

Rio de Janeiro - O prefeito de Petrópolis, na região serrana do Rio, Rubens Bomtempo, anunciou que não haverá carnaval na cidade e que os repasses, no valor de R$ 1 milhão, que iriam para o desfile das escolas de samba do município, serão investidos na saúde.

A decisão foi tomada durante reunião com o presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Juvenil dos Santos, e representantes de escolas e blocos da cidade, que entenderam a situação e concordaram com a providência do governo municipal.

De acordo com o presidente da Fundação de Cultura e Turismo, estruturas como as arquibancadas, por exemplo, não serão montadas, o que não impede que os blocos que queiram sair às ruas desfilem pela Rua do Imperador.

“Não estamos cancelando o carnaval da cidade, só não iremos repassar os recursos, que serão encaminhados para um setor que está em estado de calamidade e precisa de todo o empenho e recursos financeiros. Estamos pensando no bem-estar da população. Tivemos a adesão espontânea das agremiações”, disse Santos.

Outros tradicionais eventos, como o Baile dos Fantasmas e o Banho a Fantasia, estão mantidos, assim como os bailes que ocorrem nos bairros, como Alto da Serra, Praça Pasteur e Pedro do Rio. A Matinê no Obelisco também está mantida. Para garantir a segurança dos foliões que forem para a avenida durante o carnaval acompanhar os blocos, a Guarda Municipal e as polícias Civil e Militar estarão nas ruas.

A diretora de patrimônio da Escola de Samba Independente de Petrópolis, Marilda da Silva Antunes, elogiou a medida tomada pelo prefeito Rubens Bomtempo. “A saúde do município está um caos e precisa de todo o apoio. Não é justo realizarmos uma festa, enquanto os hospitais estão sem leitos e sem remédios”.

Fonte: Revista Exame

Grupo de travestis lança calendário com referências religiosas no CE

Foto inspirada na obra de
Salvador Dalí (Foto: Divulgação)
Um grupo de travestis de Fortaleza lança nesta quarta-feira (16) a 2ª edição do “translendário”, um calendário ilustrado com imagens de travestis em referência a símbolos religiosos. Neste ano, o grupo se inspirou em santos de diversas religiões para criar os próprios deuses e santos protetores dos travestis.

Em 2012, o calendário do mesmo grupo gerou polêmica ao replicar imagens sacras, como a Última Ceia, de Leonardo da Vinci, e Pietà, de Michelangelo. “No ano passado nós retratamos imagens clássicas, não apenas religiosas. Se eles entenderam isso como ofensivo, esse vai ser mais ainda”, diz o idealizador do projeto, Silvero Pereira.
saiba mais

Numa das páginas do translendário 2013, há uma crucificação inspirada em um quadro de Salvador Dalí. “O objetivo não é retratar Jesus Cristo. Nós nos inspiramos em religiões e criamos nossos santos e deuses”, explica o diretor de arte do translendário, Andrei Bessa.

Também na edição 2013, há a “deusa dos incubados”, inspirada no deus da mitologia nórdica Thor. “A deusa faz referência ao universo machista e preconceituoso, que mantêm gays incubados, sem assumir a homossexualidade. Nós a representamos pela figura masculina do Thor”, explica Andrei.

Inspirada em uma santa católica, o grupo também criou a “Nossa Senhora Protetora das Esquinas”. “A ideia dessa santa é proteger os travestis que se prostituem nas esquinas de Fortaleza e de todo o Brasil”, explica o diretor de arte.

O calendário com travesti também gerou polêmica em 2012 por uma denúncia feita na Assembleia Legislativa do Ceará de suposto financiamento de órgão público. Segundo Silvero, não houve o apoio financeiro denunciado pelo deputado estadual do Ceará Fernando Hugo (PSDB). “O deputado deu um tiro no pé. Toda o pronunciamento só ajudou a popularizar o nosso projeto”, diz o idealizador.

Na segunda edição, o ensaio fotográfico foi feito com contribuição de pessoas que simpatizam com o projeto. Eles pediram doações e arrecadaram R$ 11.200, de acordo com o Silvero Pereira. O projeto custou R$ 10 mil e o valor arrecadado restante será destinado ao Coletivo Artístico das Travestidas, um grupo de teatro, dança e música composto por travestis do Ceará.

"O objetivo do calendário não é causar confusão, mas inserir os travestis na sociedade. Por que um travesti não pode ser associado a uma religião?", questiona Silvero.

Lançamento
O translendário será lançado nesta quarta-feira na boate Music Box, em Fortaleza, à meia-noite. A entrada do evento custa R$ 15. No local, o calendário com os travestis será vendido por R$ 25.

Fonte: G1

É sempre lamentável ver a afronta contra a religião por pessoas que se dizem lutar pelo seu espaço. A  falta de respeito com a crença das pessoas tem sido a bandeira desse movimento anarquista gay.

Comerciante registra luz misteriosa na Represa Municipal

A imagem de um forte raio de luz no céu rio-pretense, anteontem à tarde, intrigou o comerciante Emerson Figueira da Silva, 42 anos. A foto registrada através da câmera de um aparelho celular por volta das 19h30 às margens da Represa Municipal, nas proximidades do viaduto da avenida Alberto Andaló, mostra uma luz até então sem explicação. Seria um Ovni (objeto voador não identificado)?

O comerciante conta que retornava para casa quando, ao observar o céu da cidade, viu um arco-íris. Ao tentar registrar o fenômeno da natureza foi surpreendido com a imagem da luz. “Assustei ao ver a foto e aquela luz forte. Nunca vi um disco voador, mas com certeza ele deve existir.”A reportagem do Diário encaminhou a imagem registrada por Silva para o professor e presidente do Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV) Ademar José Gevaerd analisar. Ainda na tarde de ontem.

Intrigado com o suposto fenômeno, ele pediu ajuda a um colega, também ufólogo, antes de dar parecer sobre o assunto. “Em algumas imagens nós já conseguimos identificar o objeto imediatamente, mas essa imagem está complexa. Essa luz é muito forte e por isso ainda não posso afirmar do que se trata”, afirmou o professor, por telefone.

Outros casos

Em maio de 2005 uma forte luz branca foi vista se movimentando no céu rio-pretense durante a noite. Na ocasião, o clarão foi visto por diversos grupos de pessoas e também houve relatos do fenômeno em Mirassol. O caso foi tratado por astrônomo como sendo um meteoro.

Em janeiro 2008, em Riolândia, parte de uma plantação de cana-de-açúcar foi encontrada tombada. O motivo da clareira aberta em forma circular na plantação era desconhecido. Na época, o ufólogo e membro do Instituto de Astronomia e Pesquisas Espaciais (Inape), Jorge Nery, acreditava que o fato poderia estar ligado a fenômeno com objeto voador não identificado (Ovni).

Em março do mesmo ano, no bairro Malhador, em Tanabi, cinco clareiras abertas em formas circulares em um canavial também intrigaram os moradores da pequena cidade. O caso também foi investigado como sendo fenômenos causados por Objetos Voadores Não Identificados.

Fonte: Diario da Região

Nota do Blog: Para quem conhece a cidade sabe que aquele lugar é rota de aeronaves.

Zezé Polessa briga com motorista da Globo, que infarta e morre

Zezé Polessa
Um motorista da Globo, já idoso, morreu nesta segunda-feira (14), após uma briga com Zezé Polessa.

Segundo uma fonte da emissora, o motorista ficou encarregado de levar a atriz para uma gravação externa. No entanto, a locadora de carros teria passado o endereço errado para o profissional.

Ao invés de ir para o Recreio, os dois foram parar na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Zezé Polessa teria culpado o motorista pelo erro e brigado com ele dizendo que ele deveria "comprar um GPS ou dirigir um Jegue". Após deixar a atriz na locação correta, o profissional começou a passar mal.

Ele ligou para o chefe e avisou que iria para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, sentindo fortes dores de cabeça.

No hospital, ele não resistiu e acabou morrendo após sofrer um infarto.

A atriz ainda não teria sido informada da morte do motorista e a produção da novela estaria revoltada com a situação e a conduta da artista.

O R7 entrou em contato com a Globo, que ainda não retornou à reportagem, e a assessoria de imprensa do hospital ainda não confirma a informação.

Zezé Polessa se pronuncia a respeito de morte de motorista

Por meio de sua assessoria de imprensa, Zezé Polessa se pronunciou a respeito da morte do motorista Nelson Lopes, 62 anos. O profissional prestava serviço para a Globo há quatro meses e sofreu um infarto após discutir com Polessa no caminho para uma gravação externa da novela Salve Jorge (Globo).

— Conheci o Senhor Nelson há pouco mais de um mês e, neste período, ele me atendeu algumas poucas vezes como ontem. Era um senhor extremamente educado e gentil. Quando soube do falecimento fiquei muito triste. A toda a família, minha solidariedade e carinho.

Segundo uma fonte, o estresse entre Zezé Polessa e o motorista se deu após a vítima errar um caminho no Rio de Janeiro. A atriz se alterou e discutiu com o profissional. Após deixar a atriz na locação correta, o motorista começou a passar mal e foi para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, no Rio de Janeiro. Ele acabou sofrendo um infarto e morreu.

Segundo fontes da própria Globo a atriz tem a fama de ser "arrogante com as pessoas e que o motorista seria uma pessoa bem legal".

Fonte: R7

Lula lidera enquete de político mais corrupto de 2012

Uma enquete divulgada por meio do Facebook aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como o político campeão de impunidade de 2012. Lula somava, até as 18h15 da última quarta-feira (9), 7.538 votos, seguido pelo senador cassado Demóstenes Torres (4.112 votos) e Eduardo Azeredo (PSDB-MG), que tem 542 votos, apontado como um dos operadores do chamado mensalão tucano, em Minas Gerais. Os internautas podem votar na lista de 10 candidatos até nesta terça-feira (15).

Um repasse de aproximadamente 100 mil reais, que seria do mensalão, teria sido feito a Lula para pagar “despesas pessoais”. A afirmação foi feita à Procuradoria-Geral da República em setembro do ano passado pelo empresário Marcos Valério, condenado por operar o esquema.

Na primeira edição do “Troféu Algemas de Ouro”, o vencedor foi o presidente do Senado, José Sarney (PMDB), seguido pelo ex-ministro José Dirceu (PT) e pela deputada federal Jaqueline Roriz (PMN). O Movimento 31 de Julho organiza e participa de manifestações contra a corrupção e a impunidade desde meados de 2011. São passeatas, comícios e também ações na Internet, realizadas em conjunto com outros grupos do Rio de Janeiro e de todo o Brasil.

Fazem parte da lista de elegíveis ainda o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) – incluído na lista “pelo conjunto da obra” e por ser fugitivo da Interpol, segundo o movimento; a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra; o senador Jader Barbalho (PMDB-PA); o empresário Fernando Cavendish, ex-presidente da Delta, empresa envolvida no escândalo de Cachoeira; o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda; e o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel (PT).

Fonte: O Dia e Verdade Gospel

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails